Herança Pesada: a verdade que a Cofina não conta

Imagem de destaque cortesia Míster do Café

Ora bem haja a todos.

Venho hoje dar-vos a verdadeira visão sobre o tema principal de campanha, e pós campanha desta direção, a herança pesada.

Tanto ouvimos esta direção falar do que lhe foi deixado pela anterior direção, mas na realidade só é herança pesada pelo facto que o clube estava com saúde a todos os níveis, tirando obviamente o acontecimento em Alcochete que nos deu os problemas já conhecidos ao nível do valor dos jogadores. Muitos deles foram vendidos numa segunda transferência após Alcochete pelos valores que conhecemos, como foi o caso do Podence.

Mas continuando o meu exercício, o Sporting respirava saúde e o objectivo de quem lá está agora é precisamente deixar o Sporting na podridão e o pior possível, e a isso junta-se o facto de os sócios não mandarem no clube (atenção às VMOCS).

Nisso estou totalmente de acordo com eles…a herança que o anterior CD lhes deixou foi mesmo muito pesada e teve frutos no primeiro mandato dos atuais Órgãos Sociais. Já no segundo, o efeito da herança deixou de pesar e está a ser a razia que se vê. Depois vem o senhor afirmar que já sabia que o segundo mandato seria o mais difícil. Acredito, vindo de uma pessoa que na supertaça leva 5-0 do rival e diz “não se preocupem que eu não estou preocupado”. Realmente prevêem-se coisas destas todos os dias, né FV? Enfim.

Ah… e relativamente ao tema da formação, acabem com esse chavão, porque já estou farto das lengalengas destes senhores para atirar areia para os olhos. Informo-vos que uso óculos, portanto, a mim não me afetam.

Fica assim explicada a tal teoria da herança pesada que não passa de um elogio ao trabalho da anterior direção que colocou o Sporting no excelente rumo, enquanto que esta teve e tem como objetivo voltar ao Sporting pré-2013.

SL e boa semana a todos.

#OSportingénosso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *