A Quase Normalidade

Uma nova semana marcada pelo regresso das equipas, primeiro com os exames e, em seguida, com os treinos normais depois de tanto tempo com treinos condicionados. Esta quase normalidade trouxe-nos algumas novidades e vou aqui abordar alguns dos destaques da atualidade do Futsal e do Hóquei em Patins.

Futsal

A atualidade está marcada por algumas renovações, algumas contratações em planteis que estão quase todos fechados, mas claro o grande destaque foi o regresso aos treinos e a oficialização de que o Sporting CP e o SL Benfica vão ser os representantes do futsal português na próxima edição da liga dos campeões.

Atualidade nacional

Nem podia ser de outra forma, começamos pela atualidade nacional, com a possibilidade da realização da taça de Portugal. As equipas estão agora a regressar aos treinos, todo um recomeço sob medidas extra e cuidados e surgiu o rumor de que se pode realizar a Taça de Portugal, mesmo sem o apuramento de campeão. Aqui a taça até pode servir para preparação da próxima época visto que não existiu campeão e não se vai realizar a supertaça. O ponto principal é que se se este rumor for real que ninguém se esqueça da Taça feminina, porque sabemos muito bem como por vezes o desporto feminino é ignorado.

Masculina

Dentro das notícias sobre o mercado que marcaram e marcam os últimos dias, temos diversas. Falamos da renovação de Joel Rocha que vai continuar no SL Benfica. O treinador vai ter uma equipa muito reforçada, com um grande investimento. Perde alguns dos melhores jogadores e não contrataram, até ao momento, um fixo de alto nível, mas mesmo assim será o ano em que até pelo investimento em que Joel Rocha está mais pressionado a vencer tudo. Além de Joel Rocha, também Robinho e Tiago Brito renovaram nesta última semana.

Ainda a nível nacional, falar dos Leões de Porto Salvo que foram o único clube da Federação Portuguesa de Futebol a obter a certificação cinco estrelas na formação feminina e masculina, um feito de realçar para o clube que festeja este ano o seu 50º aniversario. Trata-se de um clube com muito peso no futsal nacional e que conta com muitos atletas na formação, mais de 200 nos mais diversos escalões, e sempre com aposta no futsal feminino.

Falar ainda de André Correia, o jovem guarda-redes sai do SL Benfica e muda-se para o Elétrico de Ponte de Sor. Apesar de tudo isto, o grande destaque nacional para mim é a ida do jovem Bernardo Bernardino do Vitoria de Santarém para o Rekord Bielsko-Biala, a equipa tetracampeã na Polónia, um salto incrível para um jovem de 18 anos que se destacava e muito no futsal ribatejano. Um grande talento que aos 18 anos dá um passo importante naquilo que esperemos que seja o início de uma carreira recheada de sucesso.

Feminina

No que diz respeito aos destaques na atualidade nacional do futsal feminino, tenho que destacar a equipa do Nun’Álvares que foi garantindo, ao longo das últimas semanas, jogadoras que vão permitir ter um plantel forte e capaz de discutir os primeiros lugares. A última confirmação é a experiente Juliana Pinto, mais conhecida no mundo do futsal como Juninha, ela, que pode jogar a fixo ou a ala, chega a este Nun’Álvares proveniente do Novasemente, fazendo assim um percurso inverso aos de Martinha e Joana Moreira que, este verão, trocaram as Condestáveis pelo conjunto de Espinho.

A experiente jogadora de 34 anos que conta com passagens por Aliados do Lordelo, Vermoim, ACD Mindelo, Novasemente, uma passagem por Itália, onde representou o Citá di Sora e o Portos, regressando a Portugal para representar ainda os Restauradores Avintenses, o Vermoim e o Novasemente por uma segunda ocasião, está agora de partida para nova aventura, neste caso para ajudar Nun´Álvares a ter uma equipa tranquila. A equipa do Nun’ Álvares já tinha garantido Cátia Tavares, que havia saído do Sporting e que ao ir para Braga ajuda a equipa a conseguir jogadoras de outro nível.

Falar do SL Benfica que, nas últimas semanas, tem estado a renovar com quase todas as jogadoras, faltando entre várias a estrela da equipa, a Fifó. Debora Queiroz que saiu do Sporting e já foi anunciada como nova jogadora do Novasemente. Débora Queiroz, tinha anunciado no final do mês de junho que, ao fim de 5 anos, estava de saída do Sporting (intervalados por uma passagem por Itália). A jogadora de 25 anos começou a sua carreira no CRD Miratejo, quando tinha 14 anos, e por lá ficou até se mudar para o Sporting em 2013, o primeiro ano do projeto de futsal feminino. Esteve dois anos no clube antes de se mudar para Itália, onde representou o Thienese e o Woman Napoli, regressando depois ao Sporting em 2017, conquistando logo o estatuto de capitã de equipa, ela que envergou então essa braçadeira nas três temporadas que fez até esta mudança.

Ainda outra jogadora que saiu do Sporting CP, a universal Débora Lavrador que, também nesta semana, foi confirmada como nova jogadora do Arneiros. A jogadora de 24 conta na sua carreira com passagens por Leões de Porto Salvo, clube ao qual chegou com 8 anos e que só abandonou 11 anos depois para reforçar o Benfica. Depois de dois anos na luz mudou-se para o Sporting, onde esteve por 3 épocas até esta transferência para o Arneiros. Arneiros que vai contar com um plantel vasto, até ao momento entre renovações e contratações, falamos de um plantel de 17 jogadoras para a equipa de Torres Vedras.

Atualidade internacional

Num balanço dos grandes destaques no futsal internacional, temos o regresso das equipas espanholas aos treinos, o anúncio do regresso da liga brasileira e algumas transferências em destaque no futsal feminino.

Masculina

Para começar a atualidade internacional, começamos com algo bom, o regresso da Liga Nacional de Futsal (Brasil) que se ficou a saber que vai ser no próximo dia 21 deste mês. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e a CBFS (Confederação Brasileira de Futsal) anunciaram como vai ser o regresso da competição. Será feito sob enormes medidas de segurança, todos os cuidados vão ser tomados, isto num país onde os casos e as mortes continuam muito elevados. A organização da competição anunciou que será dividida em 3 grupos, tentando, assim, um controlo maior de todos os intervenientes.

No grupo A estão Carlos Barbosa, Atlântico Erechim, Blumenau, Joinville, Cascavel, Foz Cataratas e Marreco; no grupo B vão estar Assoeva, Joaçaba, Tubarão, Jaraguá, Campo Mourão, Pato e Umuarama e no grupo C vão estar Brasília, Dracena, Corinthians, Minas, Praia Clube, São José e Sorocaba. Na primeira fase, as equipas jogam entre si dentro de cada grupo e os classificados irão para os playoffs, seguindo a mesma fórmula dos anos anteriores da competição. Os jogos acontecerão sem a presença de público até o fim da competição.

Em Espanha, todas as equipas estão a regressar aos treinos, mas este regresso fica marcado pelos problemas que estão a existir em alguns clubes pela notícia que, apesar das equipas estarem a regressar, a Royal Spanish Football Federation ainda não tem um protocolo de regresso perante o covid-19. É inacreditável como numa federação tão importante da melhor liga de futsal do mundo não existe nenhum tipo de protocolo para este regresso. 

Outra das noticias marcantes foi o que aconteceu no Inter Movistar. No regresso aos trabalhos e nos primeiros dias, um jogador dos atuais campeões espanhóis testou positivo, não se sabe quem foi o jogador, mas o Inter garantiu rapidamente que o jogador foi isolado e que todos os restantes jogadores foram testados e todos eles tiveram resultados negativos para o Covid-19. Alem de não existir protocolo, também não existem calendários para uma competição que teria de ser realizada a partir de 5 de setembro, no caso masculino, e no que se refere ao feminino a situação é ainda pior.

Uma das notícias dos últimos dias é o novo clube de Rodolfo Fortino, Ex Sporting que estava no Real Rieti, equipa que acabou. O atleta anunciou esta semana que vai ser jogador do FF Napoli. Aos 37 anos e depois de 30 golos na última época, muda-se para uma equipa com um projeto ambicioso.

Para terminar, a atualidade masculina internacional destacar a forte aposta da Alemanha no futsal. Desde o ano passado que estão a ser criadas todas as condições, para que em poucos anos surjam grandes projetos e para que a seleção alemã seja das mais fortes. Tal como em França, o futsal tem vindo a crescer e com os novos investimentos vai crescer ainda mais, faltando apenas que aqueles projetos tenham continuidade. Na Alemanha já foi criada a Futsal Bundesliga, as divisões inferiores Futsal Regional League South-West e o primeiro grande centro de futsal.  É ainda algo muito regional e distrital, longe de algo muito forte, mas em apenas um ano muita coisa foi feita e criada e as competições todos os anos têm vindo a crescer e a evoluir, por isso mesmo é de esperar uma Alemanha muito forte, tanto a nível de clubes, como a nível de seleções.

Feminina

A atualidade do futsal internacional feminino leva-nos até Espanha. Como não poderia deixar de ser, temos de falar do Pescados Rubén Burela, as atuais campeãs espanholas que, depois do titulo e de alguns rumores, começaram nas últimas semanas a “arrumar” a casa e já renovaram com muitas das jogadoras mais importantes, como a portuguesa Jenny e Ale De Paz. As entradas, até agora, são só duas. No caso, a guarda-redes Sandra Buzon e Elena Aragón que se juntam às campeãs. Ambas estavam no Leganés.

Ainda por Espanha, falamos de Karla Ticona, a internacional boliviana foi confirmada como nova jogadora do Preconte. Ela que é a estrela da seleção boliviana, chega com muitos títulos na Bolívia. Ela que é uma das melhoras jogadoras sul-americanas, vai precisar de se adaptar à Europa, mas é uma jogadora de muita qualidade.

Em Itália, há uma bomba no mercado, com Sharon Losurdo, a universal de 28 anos a ser anunciada no Taranto, A ex-jogadora de futebol de 11, Emy Marsili foi anunciada na equipa do Best. É uma entrada importante para a equipa pela sua qualidade e pela sua técnica.

Para terminar as transferências e ainda por Itália, destacamos a ida da Barbara Leonardi para o Audace, uma jogadora de muita qualidade para o treinador Alessandro Donisi.

Para concluir a atualidade internacional feminina, falar de algo menos positivo que é o fim da equipa do El Bilbo FS. A equipa que estava na primeira divisão feminina espanhola anunciou o fim deste projeto, por não ser capaz de reunir as condições para ter uma equipa forte. Infelizmente é algo que acontece tantas vezes e no futsal feminino torna-se ainda pior porque é sempre uma perda importante.

Hóquei em Patins

A marcar a atualidade do Hóquei em Patins, temos o fim da novela em torno de Sergi Aragonés, o regresso do Stuart e o novo sorteio com novo modelo do nacional feminino e ainda algumas transferências em destaque.

Atualidade nacional

A atualidade nacional está marcada pelo regresso das equipas com exames e regressos aos treinos normais, com vista ao início da próxima temporada e, ainda, os novos sorteios que principalmente no nacional feminino ditaram mais polémicas.

Masculina

Começamos por falar de Julian Tamborindegui, que foi anunciado com toda a pompa pelo Tomar que tem aqui um dos melhores reforços no campeonato nacional. Julian Tamborindegui é atacante, 25 anos, com créditos firmados no país das pampas, onde representou o Banco Mendonza. Estava mais do que certa a viagem para Tomar, mas a pandemia afetou e o argentino ficou impossibilitado de viajar. Com isto, os nabantinos aguardam que tudo se resolva rapidamente, porque Tambarindegui vai ser um dos maiores destaques da equipa.

Por cá, finalmente, chegou ao fim a novela com Sergi Aragonés, o vai não vai para o SL Benfica e o fica ou não fica no Noia. Foi dado por 3 vezes como certo no SL Benfica e outras tantas como mais do que assegurado em Espanha. Assim ao fim de várias semanas de novela, tudo chega ao fim com o espanhol formado no Barcelona a viajar e a ser oficializado na equipa da luz.

Ojovem guarda-redes Tiago Freitas que o Sporting vai manter emprestado na Sanjoanense, tal como Facundo Navarro, dois jovens jogadores de muita qualidade, vêem os respetivos empréstimos à Sanjoanense renovados.

O Óquei Clube de Barcelos que anunciou Rafael Lourenço. O jovem avançado de 22 anos é o mais recente reforço da turma de Barcelos.

Continuando pelo nosso campeonato, foi realizado o sorteio que ditou que na jornada inaugural o SL Benfica recebe o FC Porto e o Sporting CP ainda espera adversário que vai sair da liguilha de subida.

Aqui fica o calendário completo:

https://fpp.pt/wp-content/uploads/Calendario_1D_202021.png

Feminina

Passando para o hóquei feminino nacional, Margarida Florêncio é a nova jogadora do Sporting CP. A jogadora de 23 anos que chega da Académica é, até agora, a única novidade da equipa, isto porque apesar de ter sido dada como certa, fica cada mais evidente que a chilena Catalina Flores não vai vir para o Sporting. A atleta está no Chile e está impedida de viajar e, ao que parece, o Sporting não acautelou essa situação e, neste momento, o mais certo é ela continuar no Chile. Esperemos que, apesar de tudo, o Sporting ainda a consiga contratar, pois é uma grandíssima jogadora e seria uma ótima incorporação na equipa.

Alem da Margarida, a outra jogadora que é reforço é a irmã da Margarida, Inês Florêncio, que estava nas sub17 do Sporting, mas que havia sido lançada por Andreia Barata em alguns jogos e, assim, vai ser aposta em definitivo de Nuno Pinto. Sporting este que se ficou a saber que abdicou da presença nas competições europeias, algo que não se entende e nem faz muito sentido, pois apesar da saída da Adriana Gutierrez, tínhamos equipa para dar luta, não para ganhar, mas para dar luta e sempre era o aumentar a visibilidade para a equipa feminina que tantas vezes é esquecida até pelo próprio clube.

Assim, Portugal vai ter três equipas algo que não acontecia desde 2007/2008, ano em que Portugal contou com as presenças do Mealhada, da Fundação Nortecoope e do Centro Nortecoope, nesse ano a fundação chegou mesmo até à final. Vamos ter SL Benfica, CACO e o Stuart na Europa. Stuart Massamá regressa este ano depois de um ano só com formação e de interregno nas seniores femininas. Regressa, assim, um histórico da modalidade que não só volta à primeira divisão, mas também às competições europeias, algo bastante importante.

Ainda por cá, há uma nova polémica. A Federação Portuguesa de Patinagem decidiu fazer um novo sorteio e um novo modelo, isto porque o Vila Boa de Bispo e o Antes foram considerados para subirem aumentando assim o número de equipas de 15 para 17. Com isto era necessário uma nova organização das duas zona s(Norte e Sul), que agora vão passar a ser 3 zonas. O comunicado vai sair nos próximos dias e as alterações também vão ser todas anunciadas, mas sabemos que será uma primeira fase de 10 jornadas, entre 27 de setembro a 29 de novembro, onde se prevê que passem para a segunda fase oito equipas. Uma segunda fase de 14 jornadas, de 1 de dezembro até 25 de Abril. São muitas as dúvidas, visto que não se sabe ao certo como tudo vai funcionar e como vão ser apuradas, entre estas 3 zonas, as 4 equipas que vão disputar o playoff de decisão do título.

A polémica surge, porque tudo já havia sido definido e o regulamento impede que o efeito de alterações e as mudanças competitivas ocorram no próprio ano, devendo sempre ocorrer na época seguinte por isso a polémica Resta aguardar pelo comunicado da Federação e, aí sim, já vamos compreender e entender todas as mudanças.

Atualidade internacional

A nível da atualidade internacional, destacamos o regresso aos treinos de algumas equipas e algumas transferências.

Masculina

Várias equipas estão a regressar aos treinos, mas destacamos o Barcelona que regressou aos treinos. A equipa dos portugueses João Rodrigues e Hélder Nunes regressou a algo perto da normalidade no que diz respeito aos treinos e ficou a saber que a Liga Catalã pode regressar já em Agosto.

A Federação Catalã de Patinagem anunciou, apesar dos constrangimentos da pandemia, a nova edição da Liga Catalã. A Liga Catalã regressou de forma regular de um hiato de 17 anos, quando se realizou em 2015, com vitória do Vendrell. Agora aponta-se a uma prova sem fase de grupos, mas com oitavos-de-final a duas mãos, entre 26 e 30 de agosto.

Passando para Itália, o Trissino abdicou da ida as competições europeias. Apesar do grande investimento, a equipa de Nuno Resende, que conta com João “Mustang” Pinto e Caio, anunciou esta semana que não vai estar na Liga Europeia. Os italianos acham ainda cedo a ida a uma competição com este nível.

Feminina

No que diz respeito a atualidade internacional feminina, destacamos o Gijon que, apesar de na classificação da OK Liga Feminina ter falhado e ficado de fora dos primeiros quatro lugares, que dão a acesso à competição europeia, a World Skate Europe Rink Hockey, o comité europeu abriu a porta para que a equipa esteja presente, porque várias equipas abdicaram e para que a competição cresça e tenha a participação de uma das equipas mais fortes de Espanha.

Nas transferências, destacamos Sofía Ramírez que se muda para o Telecable proveniente do SFERIC Terrassa e o terminar de 3 jogadoras do Club d’Hoquei Patín Bigues i Riells. Falo de Gemma Camp, Nuria Canals e Claudia Argemí.

Muito importante é o regresso aos treinos e, mesmo que surja a nuvem de que o regresso e as primeiras jornadas podem ser todas à porta fechada, este regresso a uma nova normalidade é muito importante.

O ponto negativo é, claro, o Sporting, que mais uma vez desvaloriza o desporto feminino, deixando a equipa feminina de hóquei em patins de fora das competições europeias sem dar qualquer explicação aos sócios, mais uma vez triste…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *