A Volta do Esforço, Dedicação, Devoção e Glória

Esta semana, o Ciclismo do Sporting Clube de Portugal – modalidade entretanto extinta no ano de 2019 – deu mais uma alegria a todos os seus Sócios e Adeptos, ao ser declarado vencedor da Volta a Portugal em Bicicleta referente a 2018.

É assim importante recordar que a modalidade de Artur Agostinho entretanto recuperada pelo então Presidente do Sporting Clube de Portugal – Bruno de Carvalho – demonstrou, uma vez mais, a senda hegemónica e de sucesso que o Sporting Clube de Portugal seguia em todas as suas modalidades.

E se bem que o Ciclismo havia sido recuperado por Bruno de Carvalho, a conquista deste tão importante título é do Sporting Clube de Portugal, o que me leva a questionar o porquê de não ter assistido até ao dia de hoje a qualquer manifestação pública por parte do próprio Clube quanto a esta conquista. Repare-se no seguinte:

  1. Esta conquista foi desde logo envolta em polémica pois logo em 2018 o então Presidente do Sporting – Bruno de Carvalho – “ameaçava” recorrer à justiça em prol da transparência e da verdade desportiva, o que agora tão claramente se veio a revelar acertado, apesar de para muitos, tal gesto, na altura, não ter passado de tão somente mais um acto de “loucura”;
  2. Os títulos conquistados jamais são pertença de algum Presidente mas sim do Sporting Clube de Portugal e da sua massa associativa porquanto se justificava e exigia uma declaração pública por parte do Sporting Clube de Portugal quanto à conquista da Volta 2018;

Se por um lado sei os motivos que levam a Direção do Clube e a Direção de Marketing a não quererem “tocar” em tal assunto – desde logo por a modalidade ter sido extinta e porque não interessa recuperar uma conquista de uma anterior Direção – é incompreensível que também a comunicação social desportiva tenha actuado pelo mesmo diapasão, não dando o relevo merecido a este importante acontecimento.

À Direção do Sporting Clube de Portugal só lhe ficava bem dar relevo à conquista não só pela sua natureza mas também pela oportunidade que tinha em demonstrar que estava disponível para sarar as feridas do passado, colocando os interesses do Clube acima de quaisquer interesses ou agendas pessoais desta ou daquela Direção.

Aliás, assumo sem reservas as seguintes palavras: É imperdoável que a Direção, estando a ter sucesso desportivo transversalmente em todas as modalidades do Clube, tenha a necessidade de ocultar conquistas de anteriores Direções por continuar a ter receio de fantasmas do passado.

Pelo andar da carruagem, ainda veremos o Leão da rotunda junto ao Multidesportivo a ser substituído.

Parabéns ao Sporting Clube de Portugal pela conquista da Volta à Portugal em Bicicleta 2018.

Parabéns à Equipa do Sporting Clube de Portugal – Tavira.

Parabéns ao Joni Brandão que, apesar de actualmente envergar as cores azuis e brancas, estou certo do seu orgulho nesta importante vitória.

Saudações Leoninas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *