As bolhas da retoma

NBA e WNBA estão de regresso! Como não podia deixar de ser, o assunto vai ser este tão aguardado regresso, falando claro um pouco de algumas transferências em destaque no basquetebol europeu.

Atualidade Internacional (USA)

Depois de tanto se ter falado de como seria o regresso do basquetebol nas ligas mais fortes do mundo, surgiram as bolhas: no complexo Walt Disney World, na Florida para a NBA, e a bolha da WNBA, também na Florida, mas neste caso no IMG Academy, em Bradenton. Muito esperado estes regressos que já nos deram vários jogos amigáveis que nos indicaram as equipas que se vão destacar e que aparentemente estão um pouco mais fortes para as conquistas dos anéis.

NBA

Foram 3 meses de paragem que acabaram este mês. Primeiro a entrada na bolha que só trouxe polémicas e equipas ainda mais enfraquecidas, como aconteceu com os Brooklyn Nets, que perdeu antes dos amigáveis 4 jogadores, entre eles DeAndre Jordan e Spencer Dinwiddie. Uma equipa que já não podia contar com Kevin Durant ou com Kirie Irving, mas claro foram alguns jogadores a testar positivo antes de entrarem na bolha e alguns (poucos) a testar e a dar positivo já dentro da bolha.

Dentro das polémicas a que se destaca, até por ser a mais recente, foi a de Lou Williams que saiu da bolha sem autorização para ir a um clube de strip. A NBA investiga todo este acontecimento que marcou todo este período na bolha, mas está em cima da mesa um período de quarentena e o regresso à bolha.

Mas o regresso ficou definido com 22 das 30 equipas, as 16 que estão em lugar de apuramento para os play-off (oito de cada conferência), mais o nono classificado da Conferência Este (Wizards) e as cinco do Oeste entre o nono e o 13.º classificado (Blazers, Pelicans, Kings, Spurs e Suns).

Todas estas equipas vão realizar 8 jogos, pois é o numero de jogos que resta para o final da fase regular. No final destes oito jogos, se o nono classificado ficar a quatro jogos ou menos atrás do oitavo, vai existir uma série à melhor de dois entre estas duas equipas. Para o nono classificado ficar com o lugar nos play-off, terá de ganhar os dois jogos, já o oitavo só precisa de ganhar um para manter a posição. No fim disto, seguem-se os play-off em agosto, no formato normal e habitual com três séries à melhor de sete jogos em cada conferência e depois, claro, a final também disputada à melhor de sete.

A final é provável que seja no mês de outubro, mas claro vai depender de como tudo vai acontecer até lá. Os jogos amigáveis e de preparação para a fase regular foram de 22 a 28, com muita rotação, oportunidades para jogadores que tinham menos tempo de jogo e, em vários casos, jogadores que regressaram de lesões prolongadas ou de lesões menores que os afastaram nos últimos jogos antes da paragem, como o caso de Ben Simmons, dos Philadelphia 76ers, que tinha falhado vários jogos antes da paragem e regressou em grande forma.

Outros jogadores em situações similares são Kemba Walker, dos Boston Celtics, Jaren Jackson Jr. dos Memphis Grizzlies, Jusuf Nurkic dos Portland Trail Blazers, Fred VanVleet dos Toronto Raptors, entre outros. Estamos a falar de jogadores fundamentais nas estratégias para as respetivas equipas e, como tal, estes regressos são bastante importantes.

Neste regresso aos jogos de preparação tivemos por exemplo Bol Bol a ser um dos destaques maiores. O poste destacou-se pelas boas exibições numa equipa dos Denver Nuggets que se realça por ter vários jogadores muito altos, com Nikola Jokic, Bol Bol e Mason Plumlee a terem 2,10 metros ou mais, Paul Millsap com 2 metros e Jerami Grant com 2,03 metros. Todos eles jogaram e têm sido testados juntos como equipa inicial, por isso é uma equipa que se evidencia não apenas pela altura, mas também pela qualidade. Trata-se de uma das equipas que melhor estava a jogar antes da paragem e que era uma das equipas sensação de 2020.

Há a destacar a rotação dos Celtics que sentiu mais dificuldades, principalmente no aspeto defensivo, um dos pontos fortes da equipa que ficou afetado pela paragem. Os Celtics só ganharam um jogo nestes amigáveis, no caso o de dia 26 frente aos Phoenix Suns.

Os Dallas Mavericks, de Luka Doncic, esteve em destaque principalmente na vitoria sobre os LA Lakers de Lebron James, uma das equipas mais fortes e com um dos melhores jogadores da atualidade. LeBron James vai em busca do tão desejado anel, o seu quarto, e os Lakers, o seu décimo sétimo. Os Clippers, de Kawhi Leonard, uma das principais equipas também vai busca do anel, esperando que Kawhi faça o que fez em Toronto e leve os Clippers ao seu primeiro anel. Os Milwaukee Bucks, de Giannis Antetokounmpo, estão já nos play offs e é uma das mais favoritas para conseguir vencer no final. Os New Orleans Pelicans, com uma equipa que se destacou nestes jogos de preparação, com os jovens a conseguirem lidar com a ausência da estrela Zion Williamson, que ainda não contou para estes jogos. É uma das equipas com mais olhos postos em cima, com muita gente expetante para ver o que podem fazer em seguida e até onde conseguem chegar.

Os Boston Celtics que, com um Kemba Walker mais fresco e em melhor forma física, e um Tatum que regressou como se não tivesse parado, tenta recuperar o nível defensivo que a equipa apresentava antes, mas são, é claro, uma das equipas que melhor joga e uma das favoritas a chegar longe.

Ainda na NBA, foram várias as equipas a sentirem a paragem e o COVID-19 e que estão a preparar alguma redução de custos. Foi o caso dos Orlando Magic, que colocam a hipótese de trocar Aaron Gordon, que tem um contrato muito elevado e que parece não entrar nos planos de Magic.

Kevin Love é, mais uma vez, um dos nomes que levanta mais duvidas em relação à sua continuidade em Miami. Os Heat, apesar de garantirem que contam com ele, não escondem que, mesmo assim, ele pode acabar por sair. Bradley Beal, outro dos nomes mais fortes e com maior atividade em relação a rumores acerca do seu futuro, que apesar de ser apontado a quase todas as equipas principalmente as com ambição ao campeonato os Wizards não vão aceitar qualquer oferta.

Para terminar a atualidade da NBA, falamos dos New York Knicks que confirmaram o acordo com Tom Thibodeau para os próximos 5 anos, com isto já se sabe que Taj Gibson é reforço.

WNBA

Depois de alguns rumores sobre o regresso da WNBA, e a certa altura até se falou que não ia acontecer, mas a verdade é que aconteceu e ainda bem.

O regresso da WNBA vai ser com 22 jogos para cada equipa, com os play-offs a serem disputados na sequência. O que fica é a diferença tremenda para a bolha luxuosa da NBA, onde os jogadores têm todas as comodidades, ao contrario do que acontece com a WNBA, onde, apesar de algumas melhorias ao longo deste tempo, a bolha continua a estar bem longe do que devia ser.

Doze equipas com 22 jogos. A fase regular que deve acontecer até setembro e aí devem começar os play-offs, com a final a ser em outubro, em data ainda a definir por estar dependente de tudo o que vai acontecer até essa altura.

Em relação ao regresso, há muitas expetativas para alguns jogos e para se ver a forma de algumas jogadoras e de algumas equipas. Sabrina Ionescu, a primeira escolha do ultimo draft, já se estreou nos jogos de preparação, com exibições sólidas e de qualidade para uma jogadora que já é e vai ser cada vez uma estrela na liga.

Quem regressou em grande foi a equipa dos New York Liberty, Breanna Stewart, a MVP de 2018, está em grande forma e neste regresso tem sido das melhores jogadoras, ela que joga nos Seattle Storm, uma das equipas que, tal como as Liberty que se tem destacado tanto pelo nível apresentado pela Breanna e também pela craque Sue Bird, a experiente jogadora com 16 anos na WNBA.

Algumas jogadoras a destacar são, claro, Candace Parker e Nneka Ogwumike dos Los Angeles Sparks, principalmente Nneka que está numa forma absolutamente incrível e demonstrou isso mesmo nestes jogos de preparação para a fase regular.

Entre todas as baixas nesta época, há a destacar as campeãs Washington Mystics, porque estão sem 3 das melhores jogadoras, Tina Charles, que foi a troca bombástica da offseason, a base Natasha Cloud, que abdica de estar na bolha para ajudar no combate pela justiça social, e ainda Elena Delle Donne, que não está presente por razões físicas. Temos ainda as Las Vegas Aces que não podem contar com a estrela da companhia, Liz Cambage, e as Sparks que, apesar de tudo, não podem contar com Chiney Ogwumike e Kristi Toliver, ambas por razões físicas.

Temos de destacar ainda Jacki Gemelo que fez a estreia pelas Connecticut Sun, 5 anos depois ela regressou à WNBA, uma jogadora de uma garra tremenda que tem uma lesão crónica no joelho desde os 15 anos. Sonhou e nunca desistiu de jogar na WNBA. Conseguiu e, mesmo afastada vários anos, ela nunca desistiu e conseguiu o regresso. Podia ter tido uma carreira enorme pela qualidade, mas fica uma jogadora lutadora que espero consiga mostrar finalmente toda a qualidade que tem.

Atualidade Europeia

Masculina

Mudando para o continente europeu, antes de passar para as transferências é preciso destacar Deni Avdija, o jovem talento israelita que ajudou o Maccabi Fox Telaviv a conquistar o terceiro titulo israelita consecutivo. Avdija tornou-se aos 19 anos no mais jovem MVP de sempre, ele que vai estar no draft da NBA e um dos jogadores mais pretendidos estando, entre os primeiros no draft.

Passando agora para a atualidade do mercado de transferências europeu, importa falar do veterano e ex NBA Amare Stoudemire que, depois dos rumores de que podia terminar a carreira ou que podia estar de saída do Maccabi Tel Aviv, tudo indica que o contrato de renovação está quase assinado e, por isso, fica mais um ano nos campeões israelitas.

Uma das novidades dos últimos dias é Jayson Granger que já tem clube para o próximo ano. Depois de ser campeão em Espanha com o Baskonia, Granger muda-se para o Bayern Munich. Aleksa Radanov, um dos jovens mais promissores a nível europeu, que estava por empréstimo no FMP e era para ficar por mais um ano, mas o Crvena Zvezda decidiu recuperar Radanov mais cedo. O Crvena mudou muita gente, mas entre os reforços estão jogadores como Jordan Loyd, Corey Walden, Langston Hall e ainda o poste Landry Nnoko, eles que renovaram ainda com a maior figura da equipa e capitão Marko Simonovic. Por isso e, mais uma vez, é uma equipa para se acompanhar e que vai ser sem menor duvida umas das equipas em destaque a nível europeu.

Facundo Campazzo, um dos nomes do momento, está em vias de ir para a NBA e, depois de ser apontado a varias equipas, os Dallas Mavericks parecem ser neste momento a equipa que está na frente para contratar o excelente jogador argentino do Real Madrid.

Quem também estaria de saída dos madrilenos era Nicolas Laprovittola, o também argentino, era dado como certo no Panathinaikos, mas com a perda quase iminente de Campazzo, o Real Madrid não quer perder Laprovittola e prepara já uma melhoria de contrato. Zalgiris continua a renovar a equipa e o australiano Jock Landale, que tem como ambição ir para a NBA, anunciou que está de saída dos Lituanos, ele que já recusou mesmo o Barcelona, depois de Sarunas Jasikevicius o ter tentado contratar, mas ele não aceitou e só pensa em conseguir saltar para a NBA. O Zalgiris que está a renovar aponta agora para Patricio Garino que é jogador livre depois de ter sido campeão com o Baskonia e o Zalgiris estará perto de o anunciar, apesar de outras equipas com interesse no argentino. O Zalgiris garantiu já Augustine Rubit que estava no Olympiacos.

O Fenerbahce, depois da mudança de treinador, está também a alterar a equipa e a última aquisição foi Jarell Eddie, que assinou um contrato de um ano mais um de opção para o atirador americano que esteve na última época em Espanha no UCAM Murcia.

Para terminar falar do Valencia que contratou Jaime Pradilla ao Zaragoza. Mais uma vez o Valencia contrata uma jovem promessa ao Zaragoza, tal como tinha feito com Sergi Garcia. Desta vez foi o jovem Pradilla, de 19 anos, e 2,02 metros. Muita qualidade e mais uma demonstração de como o Valencia e, por tudo o que tem feito neste mercado, vai ser uma das equipas mais fortes em Espanha.

Feminina

Na atualidade do basquetebol europeu feminino, temos algumas transferências a destacar, como o Nissan Al-Qazeres Extremadura que anunciou a turca Merve Aydin. A extremo muda-se para Espanha para a mesma equipa que umas semanas antes tinha garantido a norte-americana Alexa Hart. Raisa Musina é outro dos destaques. A poste russa de 22 anos assinou pelas russas do Dynamo Kursk, depois de 3 anos nas também russas UMMC Ekaterinburg, ela que foi escolhida no draft da WNBA em 2018 pelas Phoenix Mercury, mas acabou por regressar à Europa.

Uma das transferências até um pouco surpreendentes é a ida da internacional belga Kyara para a segunda divisão italiana ao assinar pelas LinskensLa Molisana Campobasso, ela que foi associada a várias outras equipas.

A poste maliana, Nassira Traore, que se muda para as francesas do Sannois Saint Gratien. Ela estava nas também francesas do U.S. Colomiers e em Portugal na Quinta dos Lombos, em 2018/2019. Marta Vulovic a poste sérvia, mudou-se do Crvena Zvezda para as eslovenas do Triglav Vadoli Kranj. A equipa russa da Enisey Krasnoyarski kraj  contratou a extremo russa de 22 anos, Daria Kurilchuk e, para concluir, falar da portuguesa Joana Alves, a poste portuguesa de 23 anos. Estava nos últimos 4 anos na universidade de Seattle, onde se destacou e por isso mesmo muda-se para Espanha, para a equipa Bizkaia da segunda divisão, e Laura Ferreira, de 21 anos, que continua em Espanha, mudando-se do Al Qázeres para o CD Zamarat.

Atualidade Nacional

Masculino

Começamos pela atualidade nacional masculina com o Sporting que regressou aos trabalhos para a preparação para a nova época. Hoje marca o recomeço dos treinos normais de preparação, para uma época em que vamos voltar a estar nas competições europeias. Ainda no Sporting que oficializou Jalen Henry. Já era sabido, mas ainda bem que não caiu, pelo menos aqui não tivemos reforços a cair, como aconteceu no futsal.

Na atualidade nacional, tivemos o sorteio para a Liga Placard. O Sporting começa com uma visita ao Galitos do Barreiro, a 17 de outubro, com o horário ainda a definir. Fica aqui o link para consulta do calendário completo que dita o primeiro grande jogo à 8ª jornada, em que recebemos o FC Porto.

Outras transferências em destaque no nosso país são várias, como a Ovarense que garantiu o norte-americano Brock Gardner, um extremo-poste de 22 anos, que se junta a Kendall Jacks como os únicos reforços de Nuno Manarte até ao momento

O SL Benfica garantiu o base Caleb Walker que chega da segunda divisão francesa, bem superior à nossa liga. É um atirador, mas um jogador mais barato do que por norma Carlos Lisboa costuma ir buscar. Apesar disso é um jogador  mais do que suficiente para render na nossa liga, ainda para mais atirador como não podia deixar de ser, quando é uma escolha de Carlos Lisboa.

Falar ainda de uma troca de equipas nacionais do base Montell Goodwin que troca o Esgueira pelo Lusitânia, na Oliveirense com um regresso, neste caso, o extremo-poste belga de 29 anos, Thomas De Thaey, um ano depois de ter saído para os Espanhóis do Breogán. Ty Toney foi oficializado como reforço do Imortal, já se sabia qual era o rumo o ex-jogador do Sporting, que é curto para jogar de verde e branco, mas vai ser jogador em destaque nos algarvios.

O Maia Basket começa a arrumar a casa e a definir como vai ser o plantel da próxima época. Entre as várias entradas e saídas, temos de destacar a entrada do norte-americano Romani Hansen, um extremo de 23 anos.

Para terminar a atualidade nacional masculina, destacamos André Cruz, um jovem de 18 anos, extremo que esteve emprestado pelo Sporting ao Academia do Lumiar e que na próxima época vai ser orientado por Sérgio Ramos no Belenenses, que está a apostar forte para garantir a subida à primeira divisão.

Feminino

Na atualidade do nosso basquetebol feminino, tivemos também o sorteio da próxima época, com o União Sportiva a começar com uma viagem à Madeira para visitar o CAB Madeira. O Quinta dos Lombos começa a época a receber o SL Benfica e o Olivais vai visitar o AD Vagos, todos estes jogos no dia 3 de Outubro com os horários ainda por definir.

Fica aqui o link do calendário completo.

Ainda na atualidade nacional, há a destacar algumas transferências. Em maior destaque surge a melhor defensora da Liga, Márcia Costa que assinou pelo GDESSA. A base de 30 anos muda-se para o Barreiro depois de uma época muito boa no Quinta dos Lombos.

O Olivais mudou de treinador e aposta no ex-Ovarense Jorge Maia para liderar a equipa na busca pelo bicampeonato, ele que substitui Eugénio Rodrigues, que se muda para o SL Benfica, Vai tentar levar a equipa da luz aos primeiros lugares, algo que parece altamente improvável.

Destacar ainda e como sempre o União Sportiva que, mais uma vez, contratou muito bem. Neste último caso, a última contratação foi a norte-americana Nasrin Ulel de 21 anos que estava na Gulf Coast University na Florida. Irá fazer assim a primeira época como sénior e como profissional, ela que se destacou na Florida, tendo sido escolhida para a segunda melhor equipa. Por isso, mais uma boa contratação a chegar a Ponta Delgada.

Josephine Filipe, ex-Benfica, saiu e ainda não se sabia para onde iria. Vai para as espanholas da Fundación Ardoi. O Esgueira que se reforçou na Ovarense indo buscar Ana Raimundo e Gabriela Raimundo, duas bases que não são só jogadoras da mesma posição como gémeas.

Para terminar falamos do CAB Madeira que foi buscar a base Carolina Bernardeco ela que estava na Universidade de Queens nos EUA.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *