Balanço da Época

Boas a todos.

Como prometido, aqui estou para encerrar esta época desportiva bastante positiva, mas ao contrário do que se fala, esta não foi de todo a melhor época de sempre, pois ser campeão nem sempre quer dizer nada.

Então vamos para alguns dados da época e principalmente da Liga NOS:

Sporting termina com 65-20 em golos marcados e sofridos na liga.

Foi campeão com 57 golos marcados e 15 sofridos.

Pedro Gonçalves, com o hat trick ao Marítimo e o bis ao Benfica, foi o melhor marcador da liga com 23 golos, mais um que Seferovic, sendo o melhor marcador português desde há muito tempo. Teve ainda mais 2 assistências, tornando-o de longe o jogador mais influente na equipa, com 0,72 no rácio golos/jogos.

Jovane Cabral é o jogador mais influente do banco com 4 golos.

El capitan é o mais utilizado com 2970 minutos. O mais utilizado do banco é Matheus com 19 jogos a sair do banco. 

Na parte dos golos sofridos, o Adán inevitavelmente é o com mais golos, 19.

O top amarelos vai para o Feddal com 9, seguido de João Palhinha, Neto e Coates, ambos com 7. 

Top marcadores depois de Pote, temos Nuno Santos com 7, Sporar com 6 e Paulinho também 6. O inevitável Coates marcou 5 golos, os mesmos que jovane.

No capítulo das assistências, Paulinho leva 6, Nuno Santos 6. 

Terminámos a época com 1 derrota, já depois de sermos campeões, 7 empates e 26 vitórias. 

No Global da época, terminamos com 82 golos marcados e 28 sofridos, 32 vitórias, 7 empates e 3 derrotas.

Na liga, o Sporting é o top 5 de mais amarelos, 90, enquanto que o líder é o Marítimo com mais 12.

Curiosamente, as épocas que o Sporting mais venceu foi 15/16, a melhor época das últimas décadas do clube, bem como a de 17/18, mas esta última pecou nas derrotas e obtivemos menos 2 empates e mais uma derrota e mais uma vitória que relativamente a esta época.

A nível de casa/fora, nesta fase final, o Sporting manchou um pouco o registo muito positivo de jogos fora, mas foi, sem dúvida, uma época extremamente positiva a nível jogos fora com 13 vitórias e 3 empates a juntar essa derrota na Luz. Em Alvalade, temos apenas mais um ponto.

A média de golos esteve bastante mais inclinada no fora, mas estes últimos 5 em Alvalade colocaram uma vantagem de 3 em Alvalade. Uma característica curiosa. Em casa, o Sporting marca mais na segunda parte e na primeira nos jogos fora. Nos golos sofridos, em Alvalade temos 5 em cada e fora sofremos mais na primeira parte do que na segunda, o que transmite aquela noção de que o Sporting em marcando golo na primeira parte, dificilmente alguém seria capaz de marcar daí para a frente. 

Aguardaremos com expetativa como será o verão, começando pelo europeu e competições sul americanas, bem como as movimentações de mercado para vermos como irá partir o plantel da próxima época.

Até lá, saúde a todos e Parabéns a todos, #SomosCampeões e cuidem-se.

E desde já aproveito para desejar os sucessos ao João Pereira que terminou a sua carreira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *