Defender a História – Capítulo 2

Boas a todos,

Começando para dizer que estes 13 dias de paragem para seleções pareceram 5 segundos. Hoje, temos um clássico que pode baralhar e muito as contas iniciais do campeonato ou colocar o Sporting num momento muito trágico na sua precoce época. Isto porque apenas temos três frentes de combate (campeonato, e taças), mas perder com o Porto poderá significar uma grande derrota na luta pelo possível segundo lugar e ainda mais sendo um confronto direto com um rival direto.

Contudo, temos no outro cenário a vitória do Sporting e o consequente primeiro lugar com o Benfica a ir a Vila do Conde no domingo.

Ora, vamos agora para a análise.

Fonte: 365 scores

Começando no topo, temos a classificação a mostrar os dois clubes, ambos com 6 pontos, contudo o Sporting, com menos um jogo realizado que será feito dia 28 desde mesmo mês de Outubro.

De seguida, o histórico de partidas. Começando com o Sporting, vimos de duas vitórias interessantes no campeonato, nada do outro mundo, contra Portimonense e Paços de Ferreira, 2-0 em ambos, mas no Portimonense fez a diferença a grande eficácia dos primeiros minutos, em que marcamos dois golos em curto espaço e a segunda parte foi muito sofrida. Já o de Paços foi, de certa forma, mais tranquilo. Inclusivamente, o Paços está a sofrer um surto de Covid e, portanto, rápidas melhoras.

No Porto, as coisas correm bem. Os primeiros dois jogos contra Braga e Boavista, com mais de 4 golos no jogo (3-1 no Porto vs Braga e 5-0 no Boavista vs Porto). Contudo, o Porto caiu com estrondo no Porto vs Marítimo (2-3), o jogo de despedidas para Telles e Danilo.

E falando em despedidas… O Porto, na época passada, colocou o ponto final à série vitoriosa ou não derrotista, como queiram chamar, do Sporting nos clássicos em Alvalade, quando venceu por 1-2. Esperamos todos que isso não volte a acontecer.

Falando agora de um tema muito polémico para algumas análises, com certeza. Estava a assistir à conferência de imprensa do Rúben Amorim e ele disse aos jornalistas que João Mário não vai ser opção do 11, mas está nos convocados. Será bluff ou não, só se saberá logo.

Expetativa do onze


Ora vamos lá à pior parte, explicar as minhas decisões para o onze que costuma ser extremamente difícil de acertar na totalidade.

Começando atrás, Adán. Acredito que seja a melhor opção, tendo sido Max usado na seleção no jogo de terça-feira, e damos mais tempo ao jovem leonino para se preparar fisicamente para o próximo jogo nos Açores.

A defesa com o quinteto habitual, Nuno Mendes, Coates, Feddal, que esteve em dúvida para o jogo mas recuperou, e Neto que, com as situações infelizes do Quaresma, se tem assumido como o central da direita e, ainda, Porro a queimar aquele corredor direito de ponta a ponta.

Uma observação interessante: a saída do Telles vai deixar o lado esquerdo defensivo do Porto muito duvidoso, por onde o Porro. Veremos o que vamos ter. Espero um jogo muitíssimo interessante do nosso lateral.

Médios – Palhinha pode assumir-se a titular do setor mais defensivo do meio campo. Agora que o Wendel saiu, deixou uma vaga livre e acredita-se que seja do Palhinha, que recentemente renovou. A seu lado jogaria Matheus Nunes. Escolhi-o pela sua capacidade em confrontos e o Porto exige muitos confrontos e luta de posse. Depois no flanco esquerdo, teríamos Pote ou mesmo Jovane. Vimos Pote a jogar pela esquerda na pré-época, porque não usar um jogador que pensa bem o jogo num corredor que, a meu ver, é o mais fraco do Porto.

Ao meio, teríamos Vietto como opção central ou o próprio Jovane. A dinâmica recente da equipa pode mudar drasticamente e mesmo com 13 dias de preparação, parece-me arriscar demasiado.

E, por fim, a ala direita, em que eu aposto no João Mário. Não sendo ele, ficaria a hipótese de Tiago Tomás como titular contra o Porto? Não seria nada descabido, mas notei fortes dificuldades do Tiago Tomás contra o Lask, nomeadamente na pressão que eles faziam e, esperando igual do Porto, o Tiago Tomás seria melhor opção, sendo opção a titular, no meio.

Por isto me fico. Até à próxima semana. Fiquem bem e cuidem-se.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *