Guide Hand da Atualidade

Uma nova semana toda ela dedicada ao basquetebol, onde escrevo sobre o que vai marcando a atualidade.

NBA

Para começar, nada melhor que começar pelas emoções da NBA. A liga está cada vez mais ao rubro com as equipas a melhorarem de jogo para jogo.

Se em alguns casos o começo foi complicado, como aconteceu com os Boston Celtics, ao longo dos jogos temos assistido que esses problemas iniciais estão cada vez mais ultrapassados. Na bolha e depois da luta insana e intensa pelos playoffs ,temos que destacar os Phoenix Suns, não só pela qualidade apresentada, mas também por terem sido a única equipa invicta na bolha, 8-0 para os Suns. É verdade que não conseguiram chegar aos playoffs ,mas ficaram muito perto e foram, sem dúvida nenhuma, a equipa sensação da bolha com estas oito vitórias sem nenhuma derrota, com Devin Booker a ser a grande figura da equipa.

A NBA já anunciou que vai premiar os melhores jogadores da bolha, para além da realização de uma espécie de All Star game versão bolha. São boas noticias, são mais jogos para todos nós, mas quando falamos dos melhores jogadores ou, pelo menos, dos maiores destaques na bolha, temos que falar claro de Devin Booker, TJ Warren e claro de James Harden. O barbudo continua a sua imparável época, continua em grande e os Houston Rockets devem muito ao barbudo e, também claro, a Russel Westebrook. Esta dupla está imparável e a jogar como poucas duplas.

Depois de vários jogos de muita qualidade, os playoffs já estão definidos. Na Conferência Oeste vamos ter:

LA Lakers (1) – Portland Trail Blazers (8)

Houston Rockets (4) – Oklahoma Thunder (5)

Denver Nuggets (3) – Utah Jazz (6)

LA Clippers (2) – Dallas Mavericks (7)

Já na Conferência Este vamos ter:

Milwaukee Bucks (1) – Orlando Magic (8)

Miami Heat (4) – Indiana Pacers (5)

Boston Celtics (3) – Philadelphia 76ers (6)

Toronto Raptors (2) – Brooklyn Nets (7)

Os Milwaukee Bucks são os favoritos para a grande maioria. Os Lakers revelam algumas fragilidades com o próprio LeBron a admitir que a equipa ainda não está na mentalidade certa e, neste momento, a ser levada em grande parte por Anthony Davis.

Os Boston estão a recuperar o jogo defensivo, algo que no regresso logo nos primeiros jogos parecia que havia sido perdido com a pausa. Além disso, é uma das equipas que melhor joga, por isso é uma equipa a seguir com calma.

Os playoffs vão nos dar mais um capítulo na guerra Warren vs Butler. Cada vez mais uma batalha dentro e fora, vencida no último confronto pelos Heat e, particularmente, por Butler, mas vão ser jogos escaldantes estes.

Os Raptors vão enfrentar os Nets, uma equipa desfalcada e, por isso, todos estão a prever que sejam jogos tranquilos para os Raptors, isto porque os campeões são os maiores favoritos este ano. O trabalho de Nick Nurse é absolutamente incrível. É claramente a equipa melhor treinada e nem as saídas de DeRozan ou de Kawhi fizeram a equipa descer de nível. São os claros favoritos e uma das equipas que melhor joga.

Os Orlando Magic podem surpreender, apesar de enfrentarem os maiores favoritos. Não vai ser um passeio no parque para os Bucks e eles que se preparem para uma equipa forte com muitos jovens e muito futuro, mas capaz de causar já algumas dificuldades.

Um dos jogos que mais promete é o confronto entre os Houston Rockets e os Oklahoma Thunder, um dos duelos mais intensos, falar que OKC era vista pela maioria no inicio da temporada como uma equipa que nunca iria estar nesta fase. A chance dada por alguns “experts” era menos de 1% e isso diz bem de como a equipa era vista por muitos. Por isso, já estar nesta fase e ainda a jogar como estão a jogar é sensacional. Chris Paul é o nome quando se fala de OKC, o líder e o melhor jogador que está absolutamente fantástico.

Os Denver Nuggets vão jogar com os Utah Jazz. Os Nuggets têm um banco muito bom e que tem rendido muito. É uma equipa forte que sabe ter bola e troca muito bem a mesma, um duelo que vai ser interessante. De realçar que nos duelos desta temporada está 3-0 para os Nuggets, os Jazz ainda não conseguiram vencer a equipa de Denver.

Os Clippers garantiram o segundo lugar e vão enfrentar os Mavericks, mais um bom confronto em perspetiva. Os Clippers, apesar das muitas ausências, conseguiram ser a segunda melhor equipa e com Lou Williams a jogar e a render depois da polémica toda.

Já a equipa de Dallas tem em Doncic a grande estrela, claro está, mas aqui como em muitos destes primeiros confrontos está previsto um duelo bastante intenso e espetacular.

Falamos ainda do embate entre os LA Lakers e os Portland Trail Blazers que contam com Damian Lillard que nos últimos jogos marcou 154 pontos e foi fundamental para esta passagem, principalmente no último jogo com os Nets. As fragilidades defensivas de Portland podem ser muito bem aproveitadas pelos Lakers, mas vai ser mais um grande duelo.

Para concluir, há que destacar os Spurs que 23 anos depois falham, os playoffs, incrível o trabalho mestre e monstro Gregg Poppovich.

WNBA

Passando para a atualidade da WNBA, temos de destacar as audiências que tem sido ótimas e, mesmo nos jogos transmitidos no Twitter, são sempre milhares de pessoas a ver e a comentar. Claramente, a WNBA está a crescer a olhos vistos, algo ótimo e que, de uma vez por todas, signifique mais respeito e mais atenção a uma liga onde se joga muito bem.

Destacar em primeiro lugar, as veteranas Sue Bird e Diana Taurasi, duas das melhores jogadoras de sempre, duas jogadoras absolutamente fantásticas que tem encantado nesta bolha. Têm feitos jogos cheios de classe.

Dentro dos destaques existem vários. Breanna Stewart continua a ser das maiores. Aos 25 anos, a jogadora dos Seattle Storm está a jogar muito. As exibições de alto nível repetem-se jogo após jogo e tem sido uma das melhores jogadoras da bolha.  Muito por culpa das exibições da Breanna, as Storm lideram. É das equipas em maior destaque e a jogar melhor na Florida, só ainda perderam um jogo.

As Las Vegas Aces, depois de um início pior, estão numa série de vitórias grande, com Liza Cambage e Jackie Young em grande forma e a jogarem muito bem, mas as Aces estão logo atrás das Storm dentro daquele grupo de equipas que estão bem e um pouco abaixo das Storm

para além das Aces, falo das Minnesota Lynx, das Chicago Sky e coloco as Los Angels Sparks aqui mesmo, estando nesta altura abaixo das três equipas que falei antes. São uma equipa que vai crescer e vai melhorar muito, tem margem e qualidade para isso e para chegaram a uma fase avançada da competição.

Temos de destacar,claro pela negativa, as Atlanta Dream. A equipa está numa série só de derrotas, com más exibições. Não são a pior equipa neste momento, mas estão muito mal. Individualmente são das melhores equipas, com vários destaques, coletivamente estão a ser das mais fracas.

Boas estreias de Courtney Williamns e Glory Johnson, mas com derrotas, mais os muitos problemas que a equipa tem revelado em todos os jogos. Tudo fatores que não ajudam em nada para que esta fase seja ultrapassada. Apesar disso, Chennedy Carter está em grande e é, neste momento, uma das principais candidatas a ser a Rookie do ano.

A pior equipa, como esperado, continua a ser as New York Liberty. É o ano da reconstrução e já se esperava um ano complicado, mesmo assim as coisas não têm corrido bem e a única vantagem que este período na Flórida pode dar à equipa, é tempo para trabalhar e desenvolver a química da equipa. Apesar de tudo, conseguiram, entretanto, uma vitória. Com isto, já não são só derrotas e isso sempre ajuda a dar uma moral para a equipa.

Dentro da bolha, temos assistido a grandes jogos, com muita qualidade. Já destaquei as Aces ou as Storm, mas tenho que destacar, claro, as Washington Mystics. As atuais campeãs perderam muita gente, mas são das equipas que melhor está a jogar. Coletivamente são quase impecáveis e, neste regresso têm estado muito bem em quase todos os aspetos do jogo, com Myisha Hines-Allen e Ariel Atkins a serem dos maiores destaques. Ofensivamente são das melhores equipas, neste caso a segunda melhor, e defensivamente apesar de ligeiramente pior também estão bem.

Eu já falei antes das Chicago Sky como uma das equipas em melhor nível nesta altura e já eram antes do início das maiores favoritas a vencer no final e vão jogo após jogo reforçando este favoritismo, com as jogadores que mais se vão destacando a serem a poste Gabby Williams e Cheyenne Parker.

Basquetebol europeu

Quando falamos do basquetebol europeu, temos claro como maiores destaques as transferências e o arrumar das respetivas casas, isto quando algumas equipas já regressaram aos treinos, o que são boas notícias e sempre algo a destacar.

Masculino

Começamos esta ligeira viagem pela atualidade mais marcante do basquetebol europeu por falar do regresso aos treinos de várias equipas como o Baskonia, Arka Gdynia ou Fenerbahçe. Este último, uma das equipas sempre com maiores expetativas e com mais olhos em cima e neste ano ainda mais pela troca e pelas alterações. Todos queremos ver os turcos a jogar para se perceber como vai funcionar a equipa de Igor Kokoskov.

Este regresso está marcado pelos dois positivos no Baskonia, os campeões espanhóis comunicaram esta semana os dois casos positivos nos testes feitos, assintomáticos mas o clube garantiu que todas as medidas e cuidados foram rapidamente tomadas.

Ainda em relação ao regresso e casos positivos de covid-19, o caso mais sério é mesmo o do Arka Gdynia. Os polacos suspenderam os treinos e colocaram toda a equipa e respetivo staff em quarentena, depois de um jogador ter testado positivo. Sabe-se que o jogador foi isolado e todos os outros entraram imediatamente em quarentena. Além disso, os testes vão ser repetidos e o clube garantiu que os treinos só serão retomados com a situação controlada e sem nenhum caso. Resta esperar pelos próximos dias e os próximos testes para perceber melhor se é algo ainda mais sério.

No que diz respeito ao mercado e novidades, temos de começar pelo base argentino do Barcelona, Leandro Bolmaro, que assinou uma extensão de contrato até 2023, tal como o Maccabi Tel Aviv fez com o também base John DiBartolomeo. Este assinou uma extensão de 2 anos mais uma de opção. Dois jogadores de muita qualidade.

Temos também a continuidade de TJ Bray, o base vai continuar nos alemães do FC Bayern Munique, na que será a sua segunda época na Alemanha. Também falamos da continuidade de Vasilije Micic, o base sérvio de enorme qualidade, vai assim fazer a sua terceira temporada nos turcos do Anadolu Efes.

No que diz respeito a mudanças de equipas, temos claro a destacar o novato Xavier Hill-Mais que depois de brilhar na universidade de Oakland, assinou pelos russos BC Novosibirsk, o regresso a Itália de Jamil Wilson que depois de muitos rumores e todo o impasse concordou com o contrato oferecido e assinou pelo Virtus Roma. O extremo-poste regressa para a sua quarta experiência por terras italianas, duas no Torino e uma no Virtus Bologna, ele que o ano passado estava no Unics Kazan.

O jovem extremo norte-americano, Aric Holman, que assinou pelo Ratiopharm Ulm. O ano passado jogou na G League nos Texas Legends. O também norte-americano Kamar Baldwin assinou pelos turcos do Turk Telekom Ankara. O base vai assim fazer a sua estreia como sénior, depois de quatro anos a jogar em Butler (NCAA), onde foi destaque chegando mesmo a ser o All-Big East Scholar-Athlete of the Year.

Feminino

No próximo dia 17, vamos ter os sorteios para a fase de qualificação das duas competições mais importantes no basquetebol europeu feminino. Falo claro da EuroLeague e da EuroCup. Já sabemos as equipas que têm a entrada direta assegurada na EuroLeague, são elas:

-UMMC Ekaterinburg (Rússia)

-Lyon ASVEL Feminin (França)

-Fenerbahce (Turquia)

-Sopron Basket (Hungria)

-Arka Gdynia (Polónia)

-CB Avenida (Espanha)

-ZVVZ USK Praha (República Checa)

-Famila Basket Schio (Itália)

-TTT Riga (Letónia)

-Dynamo Kursk (Rússia)

-Tango Bourges Basket (França)

-Galatasaray (Turquia)

-BC Nadezhda (Russia)

-Basket Landes (França)

Além destas, temos 4 equipas que vão disputar a fase de qualificação para garantirem lugar na próxima edição da EuroLeague. Falo das turcas do Izmit Belediyespor, das húngaras do Aluinvent DVTK Miskolc, das espanholas do Spar Citylift Girona e das romenas do ACS Sepsi-SIC. Quem não vencer vai automaticamente para a fase regular da EuroCup. Na EuroCup, as equipas com entrada direta são divididas em duas conferências e são elas:

Conferência 1

Sparta&K Moscow Region Vidnoje (Rússia)

PBC MBA Moscow (Rússia)

Ormanspor Genclik (Turquia)

Bellona Kayseri Basketbol (Turquia)

Birevim Elazig il Ozel Idare (Turquia)

Buyuksehir Beledyesi Adana (Turquia)

Hatay BB (Turquia)

Atomeromu KSC Szekszard (Hungria)

Uni Gyor (Hungria)

VBW CEKK Cegled (Hungria)

KZ AZS AJP Gorzow WKLP (Polónia)

KP Brno (República Checa)

A3 Basket Umea (Suécia)

Neve David Ramla (Israel)

BC Prometey (Ucrânia)

Landerneau Bretagne Basket (FRA)

Conferencia 2

Flammes Carolo Basket (França)

Roche Vendee Basket (França)

ESBVA-LM (França)

Lointek Gernika Bizkaia (Espanha)

Valencia BC (Espanha)

Cadi La Seu (Espanha)

Umana Reyer Venezia (Itália)

Castors Braine (Bélgica)

Basket Hema SKW (Bélgica)

Phantoms Basket Boom (Bélgica)

BC Elfic Fribourg (Suíça)

Além destas, as equipas que vão disputar a fase de qualificação são as seguintes equipas:

Saint-Amand Hainaut Basket (França)

CDB Clarinos De La Laguna (Espanha)

Basket Namur Capitale (Bélgica)

Kangoeroes Mechelen (Bélgica)

BC Winterthur (Suíça)

BBC Grengewald Hueschtert (Luxemburgo)

No que se refere ao mercado, são muitas transferências a destacar nos últimos tempos. Vou aqui falar de algumas que eu considero serem de maior relevância.

Começo pela base norte-americana, Jessica Thoma, que brilhou no Olympiacos e em outros 2 clubes diferentes no último ano, nas Cyclones da Austrália, na equipa sueca do Lulea Basket. É, por isso, uma jogadora de qualidade e que deu um salto importante na carreira ao jogar sempre a alto nível e com rendimento em três diferentes realidades, e que agora assina pelo TTT Riga da Letónia.

Outro dos destaques e este bem fresco é a nova jogadora da equipa espanhola Nissan Al-Qazeres Extremadura que anunciaram a entrada de Eleanna Christinaki, a grega que brilhou na principal liga da Bélgica ao serviço das Castors Braine. Outro dos destaques dos últimos dias foi a contratação da poste Saicha Grant-Allen por parte das russas do Enisey Krasnoyarski kraj, ela que jogou na universidade de Istambul na época passada.

CTL Zaglebie Sosnowiec, a equipa que subiu à principal divisão na Sérvia garantiu a extremo Katarina Vuckovic, que jogava na equipa do Widzew, mas que conta com muita experiência aliada a muita qualidade.

Para terminar, temos as turcas do Mardin BSB que assinaram com a Patricia Bright, extremo-poste norte-americana, ela que já estava na Turquia, na Nesibe, equipa onde brilhou e onde se destacou. Na última época foi mesmo a quarta melhor marcadora da fase regular, uma época impressionante que ajudou a que desse este salto.

Basquetebol Português

A atualidade passa pelo regresso aos treinos, por aquilo que é o regresso das modalidades de pavilhão dentro desta normalidade anormal. Ainda pelo nosso país, vou destacar algumas das ultimas movimentações nacionais.

Masculino

Para começar, a atualidade nacional falar do quarto e quinto americanos contratados pelo SL Benfica. Falo do poste Cameron Jackson e anteriormente o extremo Caleb Walker, dois jogadores de qualidade e com experiência europeia. Além destes, os outros reforços também trazem qualidade e experiência e vêm com bons números de ligas em países como Alemanha, Polónia e Bélgica. São uma aposta diferente das que o Benfica por norma tinha, quando apostava num ex-NBA que viesse com estatuto e com um elevado salário, mas que raramente rendiam, o que pode ser bom, porque os jogadores são bons. Agora, claro, a saída de Micah Dawns era impossível de colmatar, porque não se arranja um jogador daquela qualidade com muita facilidade ainda mais para a nossa realidade.

A nível nacional, há a destacar ainda a nova contratação do CAB Madeira, o extremo AJ Cheeseman, depois de terem renovado com o base Diogo Gameiro. Já o Imortal anunciou o também base Manuel Magalhães. O jovem de 17 anos chega proveniente do FC porto mais concretamente da equipa B, onde fez 20 jogos.

A destacar na Proliga, os dois reforços do CD Póvoa. Falo de dois norte-americanos, o segundo base Mark Matthews e o extremo Anthony Smith, dois jogadores que chegam da Universidade Nova Southeastern (NCAA 2) e da Universidade de Murray State respetivamente.

Para terminar, destaco duas saídas. Em primeiro, a do cabo-verdiano Kévin Coronel que, depois de vários anos em Portugal, este ultimo no Illiabum muda-se para Espanha, para a equipa da terceira divisão o CB Tarragona. Também para Espanha e depois de muita especulação, Sasa Borovnjak vai regressar a Espanha para jogar na segunda divisão ao serviço do Palencia, ele que em Espanha já jogou no Gran Canaria e no Zornotza Saskibaloi. Este jogador foi neste verão uma das novelas em Portugal, quando tanto se falou que se ia mudar do Porto para o Benfica, o mesmo não aconteceu e ele regressa assim a Espanha.

Feminino

No feminino, como em tudo, os grandes destaques são as contratações e as renovações. Para começar, destacamos a extremo Júlia Alves que se muda do Quinta dos Lombos para Olivais de Coimbra. Os Galitos que vão arrumando a casa e que anunciaram nos últimos dias a continuidade de várias jogadoras, como Mariana Oliveira, Daniela Domingues, Joana Lopes, Mafalda Pompeu, Joana Nora e Joana Santos.

Os Guifões anunciaram duas novas jogadoras. Falo de duas norte americanas, Tylinn Carter – que chega dos Spurs – e Rubin Taneka que representou o Carnide em 2018/2019.

Ainda a nível nacional, Joana Cortinhas vai continuar a representar o Vagos, GESSA anunciou a poste Aline Moura que já jogou em Portugal no Torres Novas e estava no Brasil no Sesi e que, assim, regressa a Portugal.

Ainda por cá, a mais nova jogadora do SL Benfica, Carolina Gonçalves, a base de 23 anos que tem muita qualidade e é uma ótima aquisição das águias, uma entrada importante para o mister Eugénio.

Para terminar, falamos do Boa Viagem que vai continuando a reforçar a equipa de modo a garantir a subida. Depois da Carla Falcão anunciaram também Inês Faustino (ex. Carnide) e Inês Martins (ex. GDEMAM), mais aquisições de qualidade em busca dos primeiros lugares de acesso à subida.

Uma semana dedicada ao basquetebol, onde destaquei as transferências de jogadores e jogadoras que devem ser seguidas e algumas das equipas que vão ser de seguir na próxima época. Espero que gostem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *