À conversa com Ivo Oliveira

Ivo Oliveira, empresário, foi o convidado desta semana do nosso podcast. Sempre dedicado ao Sporting Clube de Portugal, jogou pelo clube e, como empresário, continua a demonstrar a sua dedicação pelo clube.


Começou a ir ao estádio no final da década de 80 com o pai, Sportinguista. Aliás, Ivo Oliveira vem de uma família, tanto do lado materno como do lado paterno, toda ela doente pelo Sporting Clube de Portugal.

Ainda miúdo, metia-se no autocarro para ir ver os treinos sozinho, acompanhava os jogadores desde a Porta 10A até aos campos de treino.  Começou a jogar futebol de 5 aos 7 anos na Encarnação e, na idade de iniciado, foi para o Olivais Sul jogar futebol de 11. Seguiu-se o convite para jogar pelo Sacavenense, como iniciado de segundo ano. Tinha como alcunha “Figo” por jogar com as meias por dentro das caneleiras tal como Luís Figo.

Passou para o Sporting Clube de Portugal graças ao convite de Aurélio Pereira. No entanto, faltou-lhe sorte, pois na pré-época do segundo ano lesionou-se no joelho no tendão rotuliano. Fez a recuperação no kickboxing com o mestre Fernando Fernandes.

Com o centro de estágio no antigo estádio, criava-se um conhecimento entre todos os atletas de todas as modalidades. Viam os treinos uns dos outros e havia uma convivência entre todos, quer na sala Joaquim Agostinho na bancada nova, quer no restaurante do superior sul com os sócios. Foi esta a interacção que se perdeu e faz falta aos atletas. Hoje há distanciação e falta de conhecimento. Hoje parece que há uma bolha, o que contribuiu para a perda da mística do Sporting Clube de Portugal.

A sua actividade como Observador técnico de jogadores iniciou-se com um convite de Aurélio Pereira, uma vez mais, seguida por uma passagem no Manchester United que durou 2 anos.

Já no Sporting havia sido contactado por empresas fortes no agenciamento e na intermediação de jogadores, mas Ivo Oliveira nunca tinha dado relevância. Mas acabou por aceitar a proposta de uma empresa pequena, onde pôde realizar trabalho com tranquilidade principalmente com os mais jovens.

Como empresário, Ivo Oliveira trouxe Pedro Mendes, avançado, e Emiliano Viviano, guarda-redes da selecção Italiana.

Em relação ao Emiliano Viviano, já tivemos a oportunidade de abordar a questão de o guarda-redes italiano não ter vingado no Clube. As circunstâncias “excepcionais” e uma Comissão de Gestão que não quis aproveitar o potencial e a qualidade do italiano contribuíram para o “fracasso” desta contratação.

Ivo Oliveira contou ainda o porquê de Emiliano Viviano ter aceitado a proposta do Sporting Clube de Portugal. Como fã da equipa de futebol italiana Fiorentina, equipa que mantém uma estreita ligação com o nosso clube graças às afinidades entre as claques de ambos os clubes, Emiliano Viviano optou por escolher o nosso clube em detrimento de equipas como o Inter de Milão. O coração falou mais alto do que a razão e o nosso clube menosprezou esse sentimento.

Se quiserem rever o podcast:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *