Melhorias e Ambição

Mais uma semana em que trago alguma atualidade das modalidades, sempre com rigor e sempre tentando passar a paixão pelas mesmas. Desta vez, temos a atualidade do voleibol, do futsal, do futebol feminino, do andebol e do hóquei em patins. Sempre a atualidade do Sporting, de cada uma das modalidades sempre a nível nacional e internacional e sempre no masculino e no feminino. Esta semana vários jogos espetaculares que eu vou destacar, por isso desde já espero que gostem.

Voleibol

Na atualidade do Voleibol, esta semana tivemos duas boas vitorias nos masculinos. Uma vitoria incontestável frente ao Fonte Bastardo por 3-0, com 25-16 no primeiro set, 25-23 no segundo set e 25-13 no terceiro. Derrotámos uma equipa que, um mês antes, nos tinha vencido. Entrámos muito bem para fazer esquecer a derrota na negra com o Benfica O nosso serviço estava fortíssimo e side ut com bola muito acelerada, que não dava hipótese à defensiva adversária de chegar a tempo e fomos ganhando vantagem. A força do serviço foi evidente no primeiro set, apenas falhámos dois, um na rede e um para fora. E aqui está, o nosso serviço vai ser um dos nossos pontos mais fortes e a chegada de Paulo Victor foi fundamental para que se desse um salto enorme nesse aspeto. Mas sem falhas no serviço e, praticamente imparáveis, fomos alargando a vantagem até chegar aos 25-16. Nada a dizer no primeiro set.

No segundo set já foi diferente com mais equilíbrio. O Fonte entrou mais forte, a troca feita por José Coelho colocando José Neves e Gabriel Gomes no lugar de Armando Velazquez e Bruno Cunha surpreendeu e teve resultados, pois o Fonte melhorou no serviço. O Fonte esteve quase sempre em vantagem. Empatamos por duas vezes e foi já perto do final que conseguimos passar para a frente e vencer por 25-13, num set em que entramos menos bem e onde o Fonte surpreendeu.

No terceiro set, embora o Sporting não tenha sido tão forte, foi um pouco como o primeiro, com o Sporting a ganhar bem e sem contestação. Chegamos a ter uma vantagem de 5-1 que se tornou num 10-10. Não foi um set tão assertivo como o primeiro, mas, mesmo assim, fomos superiores principalmente quando o Renan subiu de rendimento. Mas fica uma boa vitoria. Paulo Víctor sempre monstruoso, Renan bem, Vítor Hugo e o Bruno com um entendimento cada vez melhor. Uma vitória tranquila e que provou o que sabíamos quando perdemos um mês antes, aquela altura era muito inicial e não dava para tirar as conclusões que alguns tiraram. Mas uma boa vitória.

Em outros jogos, o Benfica teve uma jornada dupla, vencendo o Clube K por 3-0 e o Ginástica por 3-1, duas boas vitorias que serviram para Marcel Matz rodar a equipa. Jogadores como Bernardo Silva e o Miguel Sinfrónio tiveram muito mais tempo de jogo e, tirando aquele susto, com o Ginástica foi uma jornada dupla bem tranquila. O Fonte Bastardo depois de ter sido derrotado pelo Sporting, foi a Guimarães vencer o Vitória por 3-0. Um jogo muito equilibrado com uma vitória em 3 sets, mas um jogo de emoções e de bom voleibol com os respetivos sets de 20-15, 20-25 e 23-25. Grande jogo dos Brunos, principalmente do Bruno Cunha.

Numa breve viagem pelo voleibol internacional, na Rússia, o Kuzbass continua imparável, com 4 vitórias em 4 jogos e o excelente mercado de transferências vai compensando. A última vítima foi o atual campeão russo, o Lokomotiv numa vitoria por 3-0, com os parciais de 25-14, 25-23 e de 25-17. Petar Krsmanović em grande com 16 pontos e 6 blocos destacou-se e brilhou nesta vitória. Dinamo Moscow, Zenit Saint Petersburg, and Enisey estão logo atrás com uma série de 3 vitórias seguidas.

Em Itália, o Cucine Lube Civitanova está em grande também com 5 vitórias em 5 jogos, esta última num grande jogo, em que o Lube venceu por 3-1 o Piacenza, com os parciais de 31-29, 25-21, 20-25, e de 25-23. Sem o lesionado Lorenzo Bernardi, o Lube viu Kamil Rychlicki assumir o protagonismo.

Na Turquia, destaco o Galatasaray que também vai numa série de 4 vitórias em 4 jogos. Os atuais campeões turcos venceram o  Afyon Bld. Yuntas por 3-0, com os parciais de 25-20, 25-21 e de 25-18, com Burutay Subaşı a ser a figura da equipa com 16 pontos.

No feminino, o Sporting venceu por 3-0 o GC Vilacondense com os parciais de 25-19, 25-17 e 25-19. Já não sentimos dificuldades nestes jogos e isso é um upgrade em relação ao ano passado. Boa vitória, nada a dizer na nossa quarta vitória consecutiva. Continua a evolução do jogo central perfeitamente normal para esta altura da época, ainda vamos melhorar, mas ficam sempre muitas notas positivas. Ana Couto e Vanessa Paquete são sempre destaques, Bruninha, Bruzzo, Timm, todas em destaque, mas foi como disse uma boa vitória, sem espinhas e sem grandes sobressaltos, mostrando que somos os principais candidatos ao título.

Em outros jogos nacionais, o Benfica foi derrotado pelo Aves, 1-3 com os parciais de 22-25, 14-25, 25-16 e 25-27. Uma equipa em estreia ao mais alto nível, ainda a precisar de tempo, mas nota-se que é uma equipa volátil capaz do melhor e do pior. Ainda falta entrosamento, mas como se viu, derrotaram o Porto e depois perdem com o Aves e Leixões. Há muito para fazer, mas parece uma equipa do 8 ou do 80. Ainda em outros jogos, Sp. Braga 0-3 Porto Vólei, com os parciais de 24-26, 11-25 e de 18-25 e o Castêlo da Maia perdeu por 0-3 com o AJM Porto pelos parciais de 13-25, 10-25 e de 24-26.

Num breve passeio pela atualidade internacional, na Turquia, o VakıfBank mantém a invencibilidade. Nos últimos 7 jogos foram 7 vitórias, desta feita o derrotado foi o Beşiktaş por 3-0 com os parciais de 25-17, 25-13 e de 25-17. Deu para descansar Haak, Gabi e Ognjenović e quem assumiu o protagonismo foi a Milena Rašić.

Na Rússia, o duelo entre as duas primeiras classificadas teve na Samantha Bricio a melhor jogadora. A mexicana brilhou na vitória do Dinamo-Ak Bars por 3-0, surpreendente, porque se esperava um jogo mais renhido, mas foi um belo jogo que terminou com a série de vitórias do Dinamo Krasnodar. Parciais de 25-21, 25-23 e de 25-19.

Futsal

Na atualidade do futsal, como não pode ser de outra maneira começamos pelo Sporting para falar dos dois últimos jogos, duas vitórias bem tranquilas.

A primeira por 11-1 sobre o Quinta dos Lombos, uma equipa que nos últimos anos até nos tinha roubado pontos, mas este ano não demos qualquer hipótese, fomos superiores e vencemos. Três golos em 15 minutos contra apenas 1 fez a diferença, porque entramos logo a ganhar com o golo do Pany no primeiro minuto, mas fomos superiores. Erick acabou por ser o melhor marcador com 3 golos, mas quase todos “molharam a sopa”. Rocha já apresentou um nível mais elevado que no jogo com os Leões e Merlim esteve muito bem. Por isso, superioridade e vitória sem contestação.

Em seguida, recebemos e vencemos o Fundão Mais uma vitória sem contestação. 8-2 foi o resultado, o maior destaque foi o bis do João Matos, não é muito habitual o samurai leonino bisar, mas bom jogo em que fomos superiores fomos sempre gerindo o jogo, sempre na frente.Pauleta fez um belo jogo, a vantagem foi aumentando e fomos sempre controlando o jogo. Sévio, emprestado por nós, marcou o segundo golo do Fundão. Ao intervalo estava 4-0, ao minuto 36 estava 6-2 e aqui foi quando o Fundão passou a jogar em 5 para 4, com Mário Freitas como guarda-redes avançado. Aí não só conseguimos defender bem, como ainda dilatámos a vantagem. Dois jogos seguidos bem tranquilos e duas vitórias sem nenhum tipo de contestação.

Benfica com uma vitória por 1-6 sobre a Sanjoanense e outra por 6-2 sobre o Futsal Azeméis, duas vitórias muito fruto das individualidades que se vão sobressaindo, mas a verdade é que quando foram mais apertados sofreram dois golos e podiam ter sofrido mais. Defensivamente, o Benfica está muito permeável, falta pelo menos um fixo, mas as indicações nestes jogos são as que já antevíamos antes da época, as individualidades vão sobressair em todos os encontros e a defesa, quando enfrenta um pouco mais de pressão, não aguenta e sofrem golos facilmente e para os jogos grandes, se entretanto não contratarem um fixo e se não alterarem algumas coisas, no momento defensivo nos jogos grandes a equipa vai sofrer bastante.

Passando à atualidade internacional, por França, o ACCS Paris venceu por 14-2 o Chavanoz. Quase toda a equipa marcou, curiosamente só o Ricardinho e os dois guarda-redes não o fizeram. Mais uma goleada, mais uma vitória e o ACCS segue imparável e ao um outro nível da maioria dos rivais. Também em Paris, o Sporting de Paris venceu o Béthune por 5-1 com o Caio Menezes em grande destaque ao marcar 3 golos.

Em Espanha, o Barcelona voltou a passar pior, desta vez ao empatar com o Cartagena por 2 a 2, em que dominaram do princípio ao fim, com Lozano, sempre ele, grande destaque, mas a equipa de Cartagena soube aproveitar cada oportunidade que tive para marcar.

Destacar o Levante que venceu por 4-0 o Ribera Navarra e assumiu assim a liderança, uma equipa que está a apresentar um belo futsal.

Vamos por ultimo a Itália para a primeira jornada do futsal italiano, a estreia do Real San Giuseppe foi adiado pelo covid, por isso numa bela jornada de estreia com belos jogos, aquele que se destacou foi, sem dúvida, a goelada do Acqua e Sapone por 2-6 sobre o Sandro Abate. Foi um grande jogo do Mamamarella que até marcou um golo. Murilo Ferreira e Coco também eles estiveram em destaque e foi o pivot, Gaio, com 4 golos quem fez uma exibição de encher o olho.

Futebol Feminino

No futebol feminino, mais uma jornada tranquila para as favoritas. O Sporting foi a Ourém derrotar o Ouriense por 1-9, num jogo bem tranquilo com direito a grande golo da Alicia Correia Lá sofremos o golo da praxe, mas são agora 9 pontos, 21 golos marcados e apenas 2 sofridos. Neuza Besugo, Raquel Fernandes, Marta Ferreira, todas elas em evidência neste jogo.

O Benfica recebeu e venceu tranquilamente o Damaiense por 4-0 com a Darlene em grande destaque a voltar a ser a melhor em campos. Com isto, Sporting e Benfica lideram na Zona Sul como esperado.

Na zona Norte , o Braga aplicou chapa 7 ao Boavista, 7-0, nada a dizer. As bracarenses foram muito superiores, com Andreia Norton, a melhor em campo, com 3 golos e pelo menos uma dúzia de grandes pormenores. Já o Famalicão venceu por oito bolas a zero a Ovarense. Com isto e também como esperado, o Braga e o Famalicão lideram a Norte.

Já a meio da semana, o Famalicão e o Benfica jogaram para as meias-finais da Taça de Portugal de 19/20. Um grande jogo com as encarnadas a levarem a melhor no último suspiro do jogo, já para lá do minuto 90, com um golo da Cloé Lacasse. Famalicão a vender cara a derrota, uma equipa muito forte, muita intensa, que disputa cada duelo como se fosse o último, mas é o Benfica que vai estar na final da Taça de Portugal.

Esta semana, vamos fazer uma bonita viagem pelas jogadoras portuguesas que estiveram em ação e em destaque. Na Holanda, Francisca Cardoso esteve em ação na derrota do Heerenveen frente ao Ajax por 2-1. A jovem avançada lusa foi titular no encontro, mas acabou por ficar em branco.

Com dois golos marcados em quatro jogos, Francisca Cardoso é, a par de Kirsten Westeringh, a melhor marcadora do Heerenveen. Em Itália, Cláudia Neto foi titular na pesada derrota da Fiorentina perante a Juventus por 4-0. Em França, o Stade de Reims venceu o Le Havre por 0-1 com um golo de Mélissa Gomes. A avançada portuguesa marcou pelo segundo jogo consecutivo e ajudou a formação de Reims a conquistar a sua segunda vitória esta temporada.

Andebol

Para a atualidade do andebol, temos como sempre muitos jogos. Vou tentar filtrar e destacar aqui alguns jogos. Para começar, o último jogo do Sporting que nos deu uma vitória tranquila.

Póvoa AC 22 – 33 Sporting CP – o primeiro jogo em que no global estivemos bem. Em alguns momentos ou em alguns aspetos em jogos anteriores já tínhamos tido bons momentos, mas neste tivemos provavelmente o melhor jogo no que diz respeito ao todo.

O Póvoa Andebol Clube é uma equipa organizada, uma equipa com bons jogadores. Estivemos bem, começámos como temos começado normalmente, com vários erros e falhas, mas a meio da primeira parte mudamos tudo. Começámos a acertar no ataque e na defesa e ganhamos uma boa vantagem e mesmo com uma ou outra desconcentração, íamos estando por cima e sem nunca colocar em causa a vantagem.

Com 4 golos de vantagem ao intervalo que até podiam ser mais, o jogo recomeçou com uma bela entrada da equipa. Um início de segunda parte em grande com a equipa a defender muito bem com agressividade e pressão. As dinâmicas da equipa levaram a vantagem para 8 golos. A segunda parte deu ainda para o Joel ter mais tempo de jogo, para o Salvador voltar a mostrar-se. Em suma, o melhor jogo do Sporting na globalidade, em que, pela primeira vez, não fizemos um jogo de altos e baixos, nem em nenhum momento colocámos em causa a vitória.

Clarac sempre bem, Doroshchuk fez o melhor jogo desde que chegou, algo perfeitamente normal, o Jens também esteve bem, e, no geral, todos estiveram bem e foi bom ver o Sporting a jogar bem e de forma segura. Mesmo quando baixamos o ritmo, não vimos o facilitismo de outros jogos anteriores e isso é ótimo.

Acredito que agora com o regresso de vários e os reforços já mais entrosados, com as dinâmicas mais treinadas os bons jogos vão começar a repetir-se e, de agora em diante, vamos em crescendo jogando cada vez melhor.

A nível nacional – Avanca 25-34 Benfica – um bom jogo dos encarnados, com menos erros. O melhor jogo nesta época e muito porque se evidenciou o Kukic, o pensador da equipa que colocou em evidência o seu ponto forte, o cérebro e isso fez toda a diferença. Tem várias botas para descalçar como o Nyokas que, sabendo que vai sair no final da época, parece arrastar-se em campo. Houve mais controlo do jogo, menos falhas e uma vitória tranquila, muito assente na qualidade do Kukic.

Destacar o Sanjoanense 27 V. Setúbal 30. Os sadinos vão confirmando o que se esperava, construíram uma boa equipa e, nesta altura, conquistaram 13 em 18 pontos possíveis, estes últimos num bom jogo, onde se destacaram o Ruben Santos, com 10 golos em 13 remates e, na Sanjoanense, o Vinícius Carvalho, com 6 em 6.

Ainda no campeonato, o Porto que venceu o sempre complicado jogo com o Madeira Sad por 29-22. O mesmo Porto que venceu o Pick Szeged por 25-19. Foram duas vitórias, mas, mais uma vez, principalmente na Champions League ficou evidente que o Porto neste inicio está um pouco abaixo. Basta ver que o Pick que enfrentaram, fez um bom jogo, mas era uma autêntica manta de retalhos com 10 jogadores de fora, apenas 2 dos 8 primeiras-linhas disponíveis, 2 pontas fora e os 2 melhores pivots também indisponíveis.

No jogo com o Madeira SAD, valeu Fábio Magalhães que está a ser dos melhores dos dragões nesta altura. Mais um bom jogo do Martim e já na Champions a figura de destaque foi o Mitrevski que tem sido dos melhores do Porto e neste jogo foi fundamental, com 15 defesas em 32 ou seja 47% de defesas. Nestes dois jogos ficam mais dois maus jogos do Diogo Silva, bem abaixo, muitas vezes até parece desligado e, em sentido contrário, dois bons jogos do Martim Costa que entra sempre bem, por vezes demasiado intenso, mas isso é algo para o Magnus melhorar. Como disse, são duas boas vitórias, mas o Porto aparenta estar um pouco abaixo do ano passado.

Em jogos europeus, há que destacar alguns jogos. Mais duas goleadas para o Barcelona e o Veszprém. O Barcelona atropelou o Zagreb por 45-27. Dika Men com 8 golos, Luís Frade com 6 em 6, Langaro com 4, todos em destaque, quase todos marcaram naquele que foi um dia mais que tranquilo para o Barça. Realço o bom jogo do Frade e nos derrotados, destaco Klarica e Vlah, ambos com 9 golos e provavelmente os elementos em maior destaque no Zagreb.

Já no jogo do Vesprém, a vitória foi de 39-24 sobre o RK Celje Pivovarna Laško, com vários elementos em destaque, como Borozan, Rogério, o Marguc, só entre estes foram 13 golos. Mais uma goleada, mais uma vitória fácil e nos derrotados o destaque, claro, é o ponta direita Gal Marguc.

No feminino, destaco os bons jogos nas ligas francesa e alemã. Em França, o Metz venceu com uma demonstração de força, num jogo que o Metz soube descomplicar vencendo por 39-26 o Fleury. O Metz entrou a vencer por 4-0, foi sempre gerindo a vantagem, o Fleury conseguiu reduzir aproveitando alguns erros das jogadoras do Metz.

Foi uma vitória tranquila que ficou estabelecida na parte final, quando as jogadoras do Fleury quebraram fisicamente e o Metz, com mais soluções, soube tirar proveito disso mesmo. Alexandra Lacrabère com 11 golos e uma brilhante exibição, foi a melhor jogadora em campo. 

Ainda em França, há a destacar o grande jogo que foi o dérbi entre o Brest e o Nantes, num jogo equilibrado e muito bem jogado. O Nantes usou e abusou do lado direito, a dupla Kpodar – De Paula brilhou neste jogo, principalmente no inicio do jogo, onde o Brest é surpreendido por esta dupla e, a juntar aos erros, acabam a perder por 3-10 nos primeiros 15 minutos. Com a equipa mal, Laurent Bezeau pede o seu desconto tempo e fez as alterações que se exigiam, mudando o rumo do jogo. O Nantes quebrou e a ala esquerda do Brest não só anulava a dupla Kpodar-De Paula, como ofensivamente brilhava com a Constance Mauny. O jogo equilibrava e as equipas chegavam ao intervalo separadas por apenas 1 golo. 13-14 era resultado ao intervalo vantagem para o Nantes que, mesmo com a quebra mantinha a vantagem.

O jogo recomeça com o Brest a empatar, mas nos minutos seguintes só deu Nantes que consegue um 4-0 voltando assim a fugir no marcador, muito graças à Bruna de Paula que fez um jogo brilhante, mas a 5 minutos do fim o Brest empata e os últimos minutos são de grande emoção. A 40 segundos do final, a capitã Coralie Lassource coloca o Brest em vantagem pela primeira vez. De Paula teve o empate nas mãos, mas o bloco impediu o remate em desespero já nos segundos finais e, assim, vitória do Brest por 26-25.

Na Alemanha, o Borussia Dortmund dominou e venceu o Frisch Auf Göppingen por 28:17. Mantém, assim, o terceiro lugar, depois de mais um jogo tranquilo. Johanna Stockschläder, com 7 golos, e Merel Freriks, com 5, foram as artilheiras do BVB, enquanto Roxana Ioneac e Michaela Hrbkova, com cinco golos cada, foram as artilheiras para os anfitriões.

O Dortmund entrou com tudo e chegou rapidamente a uma vantagem de 8-1 e daí em diante limitou-se a gerir e a aumentar a vantagem, por isso o Dortmund venceu com uma bela e tranquila exibição.

Em outro jogo, o TUS foi surpreendido pelo Bayer Leverkusen, com 23-15 como resultado final. O Leverkusen está agora em segundo lugar e, para surpresa de todos, o TUS caiu para 13º. Foi um jogo sempre muito equilibrado, em que nenhuma equipa conseguiu ganhar uma vantagem acima dos 3 golos. As defesas eram os pontos fortes de cada equipa e confirmaram isso mesmo. Bom jogo, um duelo equilibrado, em que o Leverkusen levou a melhor, muito pelo ótimo jogo da Jennifer Souza e da Fanta Keita. Nas derrotadas, o destaque foi a Marlene Zapf que marcou 11 golos frente à sua ex-equipa.

Hóquei em Patins

No hóquei, tivemos um grande jogo, um Benfica-Sporting que deu um empate a 1. Bom jogo como esperado entre duas equipas com estilos diferentes. O Benfica com mais posse e o Sporting sempre mais recuado, sem tanta posse e sempre mais na procura do golo, Um bom jogo, marcado pelo golo mal anulado ao Sporting, que levou a muitas queixas. Mais uma vez, os árbitros quiseram ser protagonistas, algo recorrente.

Um bom jogo que colocou frente a frente duas das melhores equipas nacionais e europeias, valeu Girão que fez mais defesas que o Sporting teve de remates, num empate marcado pelo bom jogo como é habitual. Sempre uma grande luta e sempre grandes duelos, pena mesmo os erros de arbitragem.

Em outros jogos a nível nacional, destaca-se o Porto que venceu o Turquel por 1-2, num jogo nada fácil para os dragões que jogaram pouco para a qualidade que têm. Diogo Almeida em grande na baliza do Turquel, mas mais uma vitória para o Porto mesmo que num jogo cinzento dos dragões.

Também a Oliveirense venceu com dificuldades, 3-2 sobre o Riba D´Ave, num jogo em que também o favoritismo não entrou em jogo e a Oliveirense sofreu para vencer.

Na liga feminina, na zona Norte, o CH Carvalho é líder com 3 jogos 3 vitórias, este último jogo com um resultado esclarecedor de 13-1 sobre o Gulpilhares, com Raquel Santos em grande com 6 golos. Na zona Centro, o mesmo com a Académica, 3 jogos 3 vitórias. Nesta última jornada, um 1-4 sobre o CENAP com mais um bom jogo de Ana Sofia Silva e com Carolina Gonçalves em destaque com dois golos.

Na zona Sul, Sporting e Benfica a vencerem. Vencemos com mais dificuldades o Vilafranquense por 5-3. As ribatejanas complicaram muito a vida ao Sporting, mostrando que são a equipa favorita a ficar atrás dos rivais da segunda circular. Num bom jogo, mais uma vez as gémeas Lopes a serem fundamentais com 4 golos, 3 para a Rita e um para a Rute e do lado ribatejano, o grande destaque foi como esperado a Rita Batista sempre em grande e neste jogo, além do muito bom, jogo marcou ainda 2 golos.

O Benfica teve um jogo bem mais tranquilo. Venceram o Stuart Massamá por 11-1. Flor com 3 golos foi a maior figura, mas o Benfica rodou e deu tempo a todas as jogadoras num jogo fácil, mas onde ficou evidente que o Stuart ainda precisa de muito tempo para cimentar ideias.

Lá por fora, um grande jogo em Espanha e o super Barça a ser derrotado em casa pelo Liceo da Corunha por 3-4. O Liceo demonstrou, para quem tinha dúvidas, que este ano são candidatos a vencer tudo. Adroher em grande com dois golos, Hélder com 2 e o João Rodrigues com 1 foram os marcadores dos golos dos catalães, mas insuficientes para impedir a derrota num jogo onde o melhor foi o treinador Juan Copa que deu uma aula tática ao Barcelona.

Ainda em Espanha, mais um vitória para o Reus que venceu tranquilamente o Calafell por 6-1, em mais um grande jogo do Marin que marcou 2 golos. Outro bom jogo foi entre o Igualada e o Noia que terminou com vitória do Noia por 7-3, com o Xavi Costa em grande com 3 golos e uma bela exibição.

Em Itália, começou o campeonato com o Trissino a assumir a liderança depois de uma vitória contundente de 9-3 sobre o Monza, com Caio em grande a marcar 3 golos e o Mustang a marcar 1 golo. Também aqui os lusos em destaque. A surpresa nesta jornada inaugural foi o triunfo do Sarzana sobre o Forte por 3-1 com Rinaldis em grande destaque com 2 golos.

Por esta semana foi tudo. Espero que tenham gostado, agradecer muito a quem lê e vê o programa, mais uma semana em que a paixão cresce e em que tanto aconteceu.

Um bom fim de semana desportivo para todos e até para a semana para mais um artigo sobre o espetacular mundo das modalidades.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *