O Sporting precisa do nosso apoio e nós… precisamos do apoio do Sporting!

Escrevo-vos esta semana a propósito de um dos muitos males que, ainda, afecta a Família Sportinguista. E se temas como a Superliga Europeia, a reformulação da Uefa Champions League ou os últimos resultados da equipa de futebol do Sporting poderiam ser temas que favorecessem o clickbait, opto por me continuar a focar em temas que, para mim, são muito mais determinantes do futuro a médio e longo prazo do Sporting Clube de Portugal, como por exemplo, a harmonia tão desejável entre a Família Sportinguista.

Apesar de não ter muitas iniciativas do âmbito opinativo e escrito nas minhas redes sociais por não admitir as constantes e reiteradas faltas de respeito e tolerância existentes entre Sportinguistas, pois entendo que todas as opiniões, sem excepção, são de salutar, não deixo de estar muito atento ao que nelas se passa, escreve e diz acerca do nosso querido Sporting Clube de Portugal.

Como é do conhecimento de todos nós, o Sporting Clube de Portugal está em todas as modalidades, mas, principalmente no futebol profissional, a exceder quaisquer expectativas que existissem no início desta época, não só pelos resultados desportivos alcançados, mas, também, pela forma como esses resultados contribuíram para uma, nalguns casos, maior união entre a Família Sportinguista e, noutros, numa aparente mas cínica maior união.

Vejamos que o Sporting não tem, de facto, correspondido nos últimos jogos ao que todos nós desejamos e queremos: vitória atrás de vitória. Contudo, e para quem minimamente conheça e compreenda o fenómeno do futebol, sabe que todas as equipas atravessam, pelo menos, uma fase menos boa em cada época desportiva. Nalguns casos, conseguem-se ainda assim vitórias mesmo que sofridas; noutros casos – e temos um exemplo disso no rival da 2.ª Circular – são derrotas atrás de derrotas e, por fim, temos o exemplo do Sporting que, mesmo atravessando uma fase menos conseguida a nível do jogo, tem conseguido não sofrer derrotas que encurtassem ainda mais a distância para o 2.º classificado.

Para os que questionam se o Sporting se faz de empates, é óbvio que não. O Sporting tem a obrigação de entrar em todos os campos para vencer, contudo, permitam-me a seguinte questão: não temos visto a equipa a lutar sempre até ao último segundo de jogo por essa vitória? Temos sim, o que é muito diferente de ter uma equipa que já entra derrotada e sem chama, aliás, como víamos o ano passado acontecer.

Face a isto, permitam-me uma vez mais as questões: vamos deixar de apoiar? Vamos deixar de acreditar? Vamos começar a fixar a mira nos alegados culpados? NÃO!!!

Nesta fase menos conseguida que atravessamos, temos de mais do que nunca demonstrar o nosso apoio e a nossa crença inabalável à Equipa. É agora que eles precisam de sentir o nosso apoio, o nosso carinho, a nossa crença em alcançar os objectivos, pois se o fizermos, acreditem, estaremos sempre mais próximos de alcançar a vitória do que se não o fizermos.

Choca-me que com esta fase se comecem a ver algumas cabeças a sair da toca para alegarem barbaridades como: “…não precisam de apoio nenhum, têm mais do que obrigação de ganhar!”, “Já não acredito neste Sporting!”, “Só apoio quando não estiver lá esta Direção.”, “A culpa é do Rúben Amorim”.

A sério? É com esta postura que amam o Clube? É com esta postura que apoiam a Equipa? É com esta postura que acarinham os meninos da Academia? Nós somos o Sporting Clube de Portugal e para quem não sabe, isso significa amar e apoiar o Clube em todos os momentos e não apenas quando ganhamos.

Às cabeças que começam a sair da toca, peço-vos, encarecidamente, uma coisa: voltem para a toca ou apoiem o Sporting Clube de Portugal, pois apoiar o Clube não é apoiar este ou aquele Presidente ou atleta, mas sim amar e devotar o Leão rampante e os desígnios dos nossos fundadores, sem os quais nunca tínhamos celebrado aquele 7 – 1 ao slb, os golos do Acosta e do Jardel, as lágrimas que o golo do Miguel Garcia em Alkmaar nos fizeram ter ou até mesmo o golo do Xandão contra o Manchester City que nos tirou a voz de tanto gritar.

Este é o Sporting Clube de Portugal e jamais o conseguirão desvirtuar pelo que todos juntos apoiemos a Equipa mais do que nunca, pois eu tenho uma crença e uma fé inabalável de que vamos ser Campeões Nacionais porque de três em três a somar, onde vai um vão todos e a estrelinha a acompanhar, façam-nos acreditar que no fim vamos vencer, onde vai um vão todos vamos sem nada a temer!

Viva o Sporting Clube de Portugal!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *