#Olympia – Mercados e Mercadinhos

Para esta semana uma viagem pela atualidade de algumas modalidades, falando do momento de cada uma delas no Sporting e a nível internacional, com principal foco nas movimentações dos diversos mercados de transferências.

Andebol

Na atualidade do andebol, tivemos a ótima notícia da renovação de Tiago Rocha e o THW Kiel a vencer de novo a Bundesliga, cinco anos depois. Por cá, destacar o Vitória FC que, até de forma surpreendente, consegue reforçar a equipa para que a próxima temporada seja muito mais tranquila.

O mesmo Vitória que cortou relações com a A.A. Águas Santas que, depois de ter ficado sem o experiente guarda-redes Nuno Silva por fim de carreira, foi obrigada a ir ao mercado e o substituto anunciado foi o também experiente António Campos, que regressa assim à Maia pela 3ª vez. O problema surgiu quando o Vitória garantiu que já tinha um acordo com o experiente guarda-redes. Seguiram-se comunicados, troca de argumentos e o cortar de relações. Ainda no Sporting, esperemos que a suposta vinda do Nuno Roque não se concretize e que boas notícias surjam em breve.

Falando a nível de novidades da seleção portuguesa, ficamos a saber que Portugal está no pote 2 de qualificação para ao Europeu de 2022, a realizar na Hungria e na Eslováquia. Portugal ficou com a Áustria, Bielorrússia, Macedónia do Norte, Sérvia, Rússia, Montenegro e Holanda O sorteio irá realizar-se no próximo dia 16 de Junho e numa qualificação onde serão apurados os dois primeiros de cada grupo e os quatro melhores terceiros. Portugal tem o dever de se qualificar.

Já o Europeu feminino vai ter mais um dia em relação ao que aconteceu em 2018, um dia de descanso a mais no Europeu que se realiza de 3 a 20 de dezembro, entre a Noruega e a Dinamarca, e com o sorteio a decorrer no próximo dia 18 deste mês.

Falando do Mundial do Egipto de janeiro de 2021, onde Portugal vai estar presente, o selecionador Paulo Pereira falou da ambição de uma medalha e não escondeu o realismo de ser um pouco ambicioso demais, mas revela, mais uma vez, a ambição e a confiança que nos levou ao histórico 6º lugar, no último europeu. O sorteio dos grupos vai ser em setembro ou outubro.

Passando para a EHF Champions League, onde já estão definidas 10 vagas para a próxima temporada, as equipas THW Kiel, PSG, Telekon Veszprém, Barcelona, HC Vardar, Porto, HC PPD Zagreb, Aalborg, PGE VIVE Kielce e SG Flensburg já garantiram um lugar. Ficam a faltar 6 vagas que serão atribuídos por wild cards, consoante os critérios definidos pela EHF, isto é o Sporting tem a concorrência de muitas equipas para conseguir estar presente na próxima época.

Abordando o mercado de transferências, lá fora há a realçar o Meshkov Brest, uma das equipas  mais ativas no mercado, que perde 6 jogadores, entre eles os casos de Branko Kankaras, que sai para o Metalurg, Artem Kulak, que vai para os russos do Chekhovskie Medvedi, e Darko Djukic contratado pelo Sporting. Entre os reforços foram já garantidos jogadores de qualidade como o lateral esquerdo Dmitrii Santalov, desviado do Vardar , o central Stas Skube, que chega diretamente do Vardar, o lateral direito Pawel Paczkowski, vindo do Telekom Veszprem e o pivot bósnio Vladimir Vranjes que chega do Grundfos Tatabanya.

De todas as confirmações, as mais surpreendentes até agora foram a ida do ídolo francês Luc Abalo para os noruegueses do Elverum, ou a de Zlatko Horvat, o ponta direita, que depois de 18 anos no RK PPD Zagreb vai-se mudar para o RK Metalurg Skopje.

Nas equipas femininas, uma das mais ativas é o Metz que pretende reforçar a posição de equipa mais forte e titulada no andebol francês feminino, algo que está longe de acontecer no masculino. Na busca pelo penta, as francesas têm entre as aquisições de maior destaque a ponta esquerda Maud Eva Copy, a guarda-redes Hatadou Sako, uma jovem muito promissora que vai para o segundo ano de 1ª divisão francesa, e a ponta direita holandesa Debbie Bont.

CSKA é outra das equipas em destaque no mercado. Tm dinheiro e estão a gastar na tentativa de conseguirem um wild card para a Champions League e entre as entradas destaca-se a Elena Mikhaylichenko, a jovem e muito promissora lateral esquerda russa.

Voleibol

No voleibol começo pelas notícias nacionais, falando do Sporting Clube de Espinho que, entre rumores e confirmações, vai mostrando que na próxima temporada vai ser uma equipa a ter em conta na luta pelos primeiros lugares e que os duelos vão ser ainda mais intensos.

Com Januário Alvar, João Simões, José Pedro Monteiro, o oposto Bruno Cunha, o central Robinho e todos os demais, mesmo que o reforço bomba como seria Angel Dennis não se confirme, a equipa de Espinho vai ser das mais fortes.

No Sporting, perdemos Angel Dennis, José Pedro Monteiro, ainda com um ano de contrato, ou seja, pagámos uma indemnização. Vamos pagar bons salários aos reforços e, até agora, não há aposta na formação e ainda teremos de ver a qualidade dos reforços. A gestão no voleibol continua a ser das piores e das que mais deixa a desejar.

Lá fora, há a destacar os russos do Kuzbass Kemerovo que, depois do bronze na Superliga, garantiram dois reforços de peso, o italiano Ivan Zaytsev, que não aceitou baixar o salário no Modena e assim regressa à Rússia, e o Middle blocker sérvio Petar Krsmanovic.

No voleibol feminino, os destaques são a continuidade da spiker alemã Hannah Orthmann em Monza e a equipa de Novara, uma das mais ativas e que se tem reforçado muito bem. Novara anunciou a jovem spiker Britt Herbots por dois anos, uma jogadora de muita qualidade e que reforça a qualidade do plantel do Novara. De destacar, também, a ida de Tori Gorrel para a equipa turca Kuzeyboru, o que leva esta equipa a ser seguida com atenção.

Uma das piores noticias vem do Brasil, onde a Superliga está a ser abalada pela notícia da retirada da equipa da Sesc, pelo fim da equipa sénior da SESI e do fecho da equipa em Ribeirão Preto. São tempos conturbados para muitas equipas no Brasil

Futsal

Nesta altura, quando falamos de futsal, falamos do ACCS Paris que trouxe para o futsal a ideia de uma equipa de galácticos. ACCS Paris, um clube que tem futsal desde 2014 e, desde então, tem vindo sempre a subir de divisão em todas as temporadas. Depois de terem sido segundos em 2018 e que, até tudo parar devido ao covid-19, iam imparáveis com 14 vitorias em 15 jogos, decidiram apostar muito forte.

Garantiram Ricardinho, depois disso anunciaram Jesus Velasco para treinador, Humberto, o pivot brasileiro e o fixo Carlos Ortiz, todos do Inter Movistar, e mais tarde um dos melhores jogadores franceses o pivot Landry N’Gala. Como se não chegasse garantiram, também já, Bruno Coelho, isto numa equipa que já tinha o Guarda-Redes sérvio Miodrag Aksentijević. Os galácticos chegaram ao futsal, num país onde a modalidade tem vindo a crescer muito, prova disso é a também ida de Bateria para o Kingersheim.

Continuando lá por fora, o Kairat Almaty também está a ser das equipas mais ativas. Depois de terem conseguido segurar o Douglas Jr, um dos alvos do ACCS Paris, já garantiram Fernandinho que saiu do benfica e, pelos rumores, estão a oferecer um ótimo contrato ao Gadeia que está a ser dos jogadores mais disputados no mercado, para além de terem renovado com o treinador Kaká.

Falar também do campeonato croata, um dos campeonatos mais interessantes e em crescimento, prova disso são as idas de Lozano para o MNK Square Dubrovnik ou Fernando Ariel Wilhelm que assinou com o Split Tommy.

No feminino, Catarina Ribeiro que já jogou no Sporting renovou com a Lazio, tal como tinha acontecido com a guardiã Arianna Tirelli. A Lazio é das equipas que mais está a mexer neste mercado, que o diga a guardiã brasileira Bianca Castagnaro que não renovou.

Já uma das jogadoras em destaque em Itália, Arianna Pomposelli renovou com o Kick Off C5. Por cá, o Leões de Porto Salvo garantiu Marta Costa e Beatriz Silva. A Pisko, uma das figuras do Santa Luzia, vai continuar em Viana do Castelo e a Cátia Silva vai continuar no Novasemente.

Basquetebol

No basquetebol, começar pela NBA que se está a preparar para, já no próximo mês, ter o regresso dos jogos. Todos a viver de forma concentrada no ESPN Wide World of Sports Complex, uma estrutura localizada no Walt Disney World Resort, em Bay Lake, próximo de Orlando, na Florida. Com menos equipas e com um plano de regresso de forma faseada aos treinos e, em seguida, os jogos. O draft tem data definida para 15 de outubro.

Falando do Sporting neste momento e como é normal, ainda existem muitas dúvidas. Ty Toney e Brandon Nazione são as saídas já certas e, neste momento, o único reforço é o John Fields, um poste de 2.06 metros. A FPB confirmou a inscrição do Sporting na Champions League, o que vai ser muito bom para dar mais visibilidade ao Sporting.

No mercado nacional, como esperado, José Barbosa continua na Oliveirense, mas tivemos outras renovações e entradas, como as do poste Tomás Domingos e do base Diogo Correia que vão continuar no Galitos, Ty Toney que sai do Sporting e segundo os rumores vai para o recém-promovido Imortal e o extremo Derreck Brooks que assinou pelo Galitos.

Falando do basquetebol feminino português, o grande destaque quase sempre é o União Sportiva. Na construção de plantéis são, sem dúvida, bons exemplos e, mais uma vez, deram um “bigode” a equipas com mais capacidade financeira ao garantirem a base Ana Ramos, MVP do Europeu s16 em 2015 que regressa dos USA, e a poste Emília Ferreira, que regressa depois da experiência em Espanha.

Explorando o mercado estrangeiro, nesta altura uma das equipas mais ativas será, sem dúvida, o Olimpia Milano. Entre os jogadores já garantidos estão Malcom Delaney, o base que vai chegar do Barcelona, Kyle Hines que chega do CSKA e Shavon Shields que vai do Baskonia para Itália.

Mas várias outras transferências são de destacar, como a de Isaac Fotu que assinou com o Reyer Venezia, a de Shayne Whittington, antigo jogador da NBA, que assinou com os japoneses do SeaHorses Mikawa ou a do gigante italiano Amedeo Tessitori que se mudou para o Segafredo Virtus Bologna.

Impacto do covid-19

Dou destaque aqui a várias movimentações de mercado nas mais diversas modalidades, mas o que é mais triste de realçar são os projetos que foram abalados ou que vão deixar de existir por culpa do momento que vivemos. Não vai ser nada fácil para muitos, mesmo em países onde algumas modalidades são das mais vistas e importantes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *