Sábado Espetacular

Chegámos ao sábado, o nosso segundo dia. Sejam bem-vindos, sentem-se e vamos então para um sábado com muita atualidade.

Neste sábado, vamos dar continuidade ao andebol que começamos ontem no programa, mas agora dedicado ao andebol internacional, depois vamos futsal nacional, depois arrefecemos um pouco tudo indo para o gelo destacar alguns jogos na atualidade do hóquei no gelo e terminamos na F1.

Andebol Internacional

Para começar este sábado, vamos falar do Europeu feminino. Falei aqui há umas semanas e tenho de voltar a falar pelos muitos jogos de muita qualidade. Já estamos na fase final, na última semana deste europeu que nos tem dado ótimos jogos. França, Rússia e Dinamarca são as melhores seleções no grupo A e no grupo B Noruega, Croácia e Holanda. No jogo pelo 5º e 6º lugar, a Rússia bateu a Holanda por 33-27.

Uma primeira parte toda da Rússia, tal como a segunda, num jogo em que a Rússia foi melhor, controlou e a prova disso eram os 18-13 ao intervalo. Foi um jogo com a dupla de arbitragem portuguesa, Marta e Vânia Sá. Do lado holandês esteve a melhor jogadora da partida que deu tudo e tentou carregar a seleção holandesa, mas não conseguiu. Falo claro de Lois Abbingh que esteve muito bem ao marcar 10 golos, mas não conseguiu, mesmo assim, fazer tudo, porque é uma ótima jogadora, mas não faz milagres. Do lado Russo, tivemos um coletivo superior que evidenciou isso mesmo desde cedo. Polina Vedekhina e Iuliia Managarova foram as melhores russas.

Nas semifinais, a França atropelou a Croácia e venceu por 30-19. Com um início equilibrado, a Croácia chegou mesmo a estar na frente, mas aos 10 minutos a França começou a fugir no marcador e a Croácia já não teve hipóteses de reentrar na partida. França esteve muito forte, como se previa, e confirma o favoritismo dado no início do Europeu ao chegar já à final, onde vai enfrentar a Noruega. Neste jogo as melhores foram Kalidiatou Niakate, que não sabe jogar mal, e, para além dela, Estelle Nze Minko e Alexandra Lacrabere também estiveram muito bem. As francesas estiveram muito bem e venceram sem grandes problemas.

Na outra semifinal, a Noruega bateu a Dinamarca por 27-24. Este jogo foi muito equilibrado e muito bom, um dos melhores jogos deste europeu, dos que eu mais gostei de ver. Ao intervalo, a Dinamarca vencia por 10-13, numa primeira-parte com muito equilíbrio e onde os últimos 5 minutos fizeram a diferença. A Dinamarca estava por cima e, mesmo com um equilíbrio, parecia mesmo que ia dar Dinamarca, mas a verdade é que a Noruega entrou com tudo e fez uma segunda-parte incrível, vencendo neste segundo tempo por 17-11. Nora Mork, que jogadora, marcou 6 golos e é também daquelas que mesmo num dia mau consegue brilhar. Um ótimo jogo de andebol, em que taticamente foi dos melhores. A tentativa de surpreender e o corrigir os erros ao longo do jogo foram poucos. Sandra Toft também esteve muito bem na baliza da Dinamarca, mas a Noruega venceu e venceu muito bem. Mais do que justa esta vitória.

França vs Noruega vai ser a final e tem tudo para ser um enorme jogo de andebol.

Futsal Nacional

Chegamos agora ao nosso segundo assunto deste sábado, o futsal, começando claro pelo Sporting.

Vencemos o Caxinas por 2-5, num bom jogo em Vila do Conde. O Caxinas já foi destacado aqui. Trata-se de um projeto muito interessante, com um bom treinador, jogadores interessantes e a equipa joga bem. Tem muitos jovens jogadores, o que numa equipa na primeira divisão a jogar com juniores e juvenis é sempre de destacar. É um projeto muito interessante, com futuro e qualidade e é, sem dúvida, uma das equipas mais interessantes desta liga.

O jogo em si começou connosco muito bem. Entrámos com o nosso 4-0 característico, sentíamos dificuldades na última fase e sentíamos a falta de uma referência no ataque. Daí que quando Zicky entrou com o Cavinato, as coisas mudaram. A equipa melhorou, passou a render mais na última fase e conseguiu chegar mais às zonas de finalização. Zicky esteve muito bem no golo do empate marcado pelo Cavinato. O Caxinas tinha chegado à vantagem através de ataques rápidos, a defender bem atrás e a tentar sair sempre rápido. Com o 4-0 até aqui sentimos mais dificuldades, mas com a entrada do Zicky e do Cavinato melhorámos bastante e dai surgiu o empate.

Chegamos ao intervalo a vencer por 3-1, com um golo do Merlim. Quando melhorámos no 1×1, surgiu o 2-1 e o terceiro foi de bola parada por Cavinato, o que não pode nunca faltar num jogo do Sporting. Na segunda-parte o Caxinas entrou com tudo. Nuno Silva mudou a estratégia e apostou numa defesa mais zonal a pressionar mais à frente e no campo todo. Com isto sentíamos algumas dificuldades e foi quando surgiu novamente Merlim que assumiu o jogo e aproveitou a defesa zonal para ir para cima e ganhar no 1×1. Surgiu, assim, o quarto golo e o quinto também foi do mágico Merlim, mas de penalti.

Este Caxinas joga bem e fez um bom jogo. Nuno Silva é um treinador que merece mais reconhecimento, mas nós jogámos bem com as individualidades a virem ao de cima, principalmente Merlim. Foi um bom jogo este.

Além do Sporting, o Benfica bateu o Fundão por 5-2, num jogo controlado pelos encarnados. Não foi um bom jogo e as ausências fizeram-se notar. Em jogo corrido, nem sempre estiveram bem, principalmente na zona de finalização, onde sentiram problemas para chegar e por isso os golos terem surgido de bolas paradas, o que se diga é uma novidade. 4 golos em 5 de bolas paradas é uma novidade para as águias neste ano. Mais uma vez, o Benfica sentiu algumas dificuldades a defender o 5×4 e se do outro lado estivesse um pivot melhor, as coisas tinham sido mais complicadas. Muitos problemas, principalmente de Tiago Brito a fechar, que errava e abria espaços. A questão foi mesmo o Fundão não ter conseguido aproveitar estas oportunidades.

O Braga voltou a perder, desta vez por 3-0 frente ao Burinhosa, num jogo equilibrado. Apesar do resultado foi um embate grande, o empate até teria sido justo, mas o Burinhosa melhorou e marcou na parte final do jogo e marcou 3 golos. Foi um bom duelo, o Braga volta a perder e do lado do Burinhosa esteve a maior figura do jogo, Vitinho, o ala de muita qualidade que foi o maior animador e o maior desequilibrador desta partida.

Destaco ainda o duelo que ditou a vitória do Azeméis frente ao Elétrico por 4-6, num ótimo jogo em Ponte Sor que ditou a primeira vitória do Azeméis este ano. Esta vitória é muito importante para o Azeméis que quer fugir dos últimos lugares.

Os alentejanos entraram muito bem, sempre no ataque e o início do jogo foi muito o Elétrico no ataque. O Azeméis demorou para conseguir criar perigo. Ricardo Canavarro mudou a equipa e isso suscitou efeito ao ponto do Ruan Silvestre, que tinha entrado, ter marcado perante o Bebé. O Elétrico foi atrás do golo. Kitó Ferreira parou o jogo e esta paragem suscitou efeito. O Elétrico marcou dois golos de rajada, um de Rodriguinho e outro do Costelinha, este último é muito bom jogador, talvez o jogador mais das equipas fora dos grandes. Ficou 3-1 ao intervalo. Só que a entrada no segundo tempo do Azeméis foi fulminante. Aos 23 minutos deste segundo tempo já venciam por 3-4 com o Elétrico a sentir os golos e a acabar por demorar a responder. Chegaram ao golo depois da sexta falta do Azeméis. 4-4 e um jogo de loucos e, mais uma vez, foi Ruan a desbloquear e a marcar o golo da vantagem do Azeméis. Kitó apostou no 5×4 com o Fuzo na função. Tentaram e criaram algumas dificuldades, mas não marcaram e num erro acabaram por sofrer o sexto golo. Mais um ótimo jogo, com duas equipas a darem espetáculo.

O Sporting segue na liderança com 40 pontos, Benfica em segundo também com 40 e em terceiro o Elétrico com 26 pontos.

No feminino nacional, destacar o Santa Luzia que na Zona Norte segue na liderança. Desta vez venceram o Póvoa por 6-1. Aos 6 minutos já venciam por 3-0. Nada a dizer sobre este jogo, foi mais um que o Santa Luzia dominou e controlou o quanto quis. Cris, com dois golos, foi novamente a melhor em campo. A pivot tem jogado sempre bem, acho que ainda não teve um mau jogo. Pisko e Ana Sofia Ferreira também estiveram em destaque nesta partida.

Antes, o Santa Luzia tinha vencido o Lusitânia de Lourosa por 0-11. Foram dois jogos seguidos em dois dias, duas vitórias tranquilas e totalmente confortáveis para o Santa Luzia. Neste jogo com o Lourosa, a diferença foi tanta que podia ter ficado o dobro se elas tivessem acelerado, mas não o fizeram. Quase todas as jogadoras de campo marcaram, a exceção foi a ala Joana Silva.

Além deste, o Vermoim venceu o Novasemente por 0-1, num jogo entre duas das melhores equipas. Como esperado foi um jogo equilibrado com o Vermoim a marcar logo nos primeiros minutos de jogo através da Patrícia Magalhães. Depois conseguiram gerir, mas o equilíbrio reinou.

Na Zona Norte, o último jogo foi ontem com o Póvoa a vencer o Chaves por 3-2, num jogo que começou de loucos. Duas equipas atrás das vitórias e que entraram com tudo para conseguirem isso. Aos 20 minutos, o Chave vencia por 1-2. O Póvoa entrou com tudo na segunda-parte. Marcaram logo nos 3 primeiros minutos e aos 36 minutos. Um jogo muito bom que, apesar de não serem equipas de topo da tabela, deu um jogo eletrizante.

Nesta Zona Norte, o Santa Luzia lidera com 10 pontos os mesmos que o Nun´Álvares, Vermoim segue em terceiro com 9 pontos, mas menos um jogo.

Na Zona Sul, o Leões de Porto Salvo venceu o Venda da Luísa por 11-1, 3 golos em 3 minutos de jogo, melhor entrada era impossível. Mais um bom jogo do Leões com Lara Antunes, como já tantas vezes o fez, a jogar muito bem, mas a maior figura foi Cátia Tavares com 3 golos. Os dois primeiros marcados em 2 minutos. O Leões soube controlar e dominar muito bem este jogo e somou mais uma vitória.

O Benfica também venceu sem grandes problemas o Arneiros por 1-7. O Benfica entrou pressionado com o Arneiros a forçar e a tentar marcar. O Benfica marcou primeiro por Janice, algo habitual, mas o Arneiros empatou logo de seguida através de um penalti bem marcado por Catarina Constantino. As encarnadas responderam muito bem e em dez minutos marcaram mais dois golos. Na segunda-parte, as encarnadas entraram ainda mais fortes, marcaram 3 nos primeiros 10 minutos e depois conseguiram controlar, baixar um pouco o ritmo e descansar até algumas jogadoras. Marcaram ainda nos últimos 5 minutos com um bis de Leninha, que esteve impecável, esteve mesmo muito bem, mas a Janice marcou 3 golos e voltou a ser a estrela desta partida. O Benfica segue na liderança com 12 pontos, Quinta dos Lombos segue com os mesmos 12 pontos e em terceiro o Arneiros com mais 2 jogos e também com os mesmos 12 pontos.

Hóquei no Gelo

Mudamos para a atualidade do hóquei no gelo, falando de três ligas.

A primeira liga que falamos é a alemã, onde o Eisbären Berlin teve um início de temporada perfeito. Ontem, os capitalistas venceram o finalista da MagentaSport Cup, os Pinguins Bremerhaven, por 3-2 (1-1, 1-0, 1-1) e, assim, assumiram a liderança no grupo norte. Berlim começou muito forte, com uma jogada de ataque e com o Kris Foucault a marcar, ele que marcou assim na sua primeira partida com a camisola do urso polar, ajudando a sua equipa a assumir liderança após 121 segundos. Bremerhaven ficou cada vez mais forte e foi compensado por Carson McMillan (12). Os adversários, então, melhoram e criaram um jogo equilibrado, no qual os berlinenses começaram a sentir dificuldades. Matt White (38), que já havia preparado o primeiro golo para Foucalt, marcou e a levar a uma nova vantagem para os ursos polares com o terceiro golo a surgir de powerplay. White marcou o terceiro golo da equipa da capital através de um belo passe de Leo Pföderl. Niklas Andersen ainda conseguiu encurtar a apenas 32 segundos, antes da sirene tocar em Bremerhaven para o final do jogo.

No outro jogo, o Düsseldorfer EG venceu o Kölner Haien por 5-4 (1-1, 1-1, 2-2, 0-0 e 1-0). O Kölner começou melhor contra o Düsseldorf e teve mais jogo nos primeiros minutos. Frederik Tiffels aproveitou a capacidade física para assumir e marcar para a liderança da equipa do Domstadt aos 3:58 com o seu primeiro golo da temporada. O Düsseldorfer lutou e rapidamente conseguiram empatar. Muito equilíbrio, Barta e Alanov marcaram para o Düsseldorf. Depois, o Kölner lutou um longo tempo para chegar perigosamente na frente da baliza, mas o guardião Justin Pogge manteve o KEC em jogo com boas defesas. Depois, já na parte final, apareceu Jonathan Matsumoto que marcou por duas vezes e com estes dois golos o jogo ficou empatado. No prolongamento, o jogo continuou muito equilibrado, mas sem golos e, portanto, o jogo foi decidido nos penaltis, onde Charlie Jahnke marcou o penálti decisivo.

A segunda liga que vamos falar é a liga sueca. Dois bons jogos, o Lulea venceu por 5-4 o Oskarshamn após prolongamento. O Oskarshamn esteve com uma desvantagem grande, mas depois marcou quatro consecutivos, algo fantástico. Depois o Luleå voltou a estar por cima e no final venceu no prolongamento por 5-4. Niklas Olausson, do Luleå, foi homenageado durante o intervalo por ter marcado recentemente o seu 300º ponto com a camisola do Luleå. Após a partida, ele está listado com 301 pontos.  A derrota da equipe Småland significa que eles têm agora onze derrotas consecutivas.

No outro jogo, o Rogle perdeu por 2-3 frente ao Malmo. Foi um jogo muito aguerrido na Catena Arena. Os visitantes do Malmö assumiram a liderança ao fim de pouco mais de quatro minutos, mas o Rögle empatou a pouco menos de seis minutos do final da primeiro parte. Muito equilíbrio, muita batalha, muita luta para assumir a vantagem com as duas equipas a marcaram e a ficar 2-2 antes do último período. No último período, Fredrik Händemark marcou e, assim, o Malmo venceu a partida.

Vamos para a última liga, portanto vamos terminar as notícias do hóquei no gelo na Finlândia. O campeonato finlandês voltou depois de uma pausa, com um duelo entre os Pelicanos e os TPS. Uma noite bastante equilibrada, a qual só foi decidida no prolongamento, quando Ryan Lasch marcou o golo decisivo para a equipa da casa vencer por 3–2.

O último jogo finlandês que destaco, é o TPS – Tappara 3–6 (2–2, 1–3, 0–1). O Tappara roubou pontos preciosos ao TPS com um jogo muito forte. A equipa de Turku perdeu todos os pontos ao não vencer nenhum dos últimos jogos.  A última vez que somaram pontos foi em outubro. Nos últimos jogos perderam todos já nos últimos minutos depois de desligarem cedo demais. Neste jogo como em outros, o Tappara puniu implacavelmente, marcando os três golos de forma demonstrativa da sua força e superioridade frente a um TPS bem inferior. Na primeira parte, as duas equipas equilibraram e marcaram por duas vezes cada. O placar ao intervalo era então de 2-2. Na segunda parte foi tudo bem diferente. O TPS começou a fraquejar e o Tappara marcou três golos de qualidade. O golo da vitória foi marcado por Patrik Virta. O guarda-redes do Tappara, Christian Heljanko, foi o destaque nesta vitória, defendendo os 15 da terceira parte.

F1

Para finalizar a semana, vamos ao automobilismo, neste caso vamos falar de F1 e da última corrida do ano, em final de temporada em Abu Dhabi.

A última corrida foi vencida por Max Verstappen de forma clara e incontestável. O piloto da Red Bull liderou do início ao fim, com a Mercedes sem capacidade para tentar a vitória. Valtteri Bottas e Lewis Hamilton fecharam o top 3.

Uma boa largada de Max Verstappen que manteve o lugar à frente de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton sem grandes mudanças nas posições iniciais, a não ser com Kevin Magnussen que ganhou três lugares logo no começo. Sebatian Vettel ganhou um lugar, ficando à frente de Charles Leclerc e Sérgio Pérez ficou no último lugar nas primeiras voltas, mas começou a recuperar pouco depois. Com algumas ultrapassagens, como o Gasly que passou o Ocon, na frente Max ia alargando a vantagem para Hamilton e Bottas. Depois Sérgio Pérez, que começava a recuperar, passava por George Russell na quinta volta, subindo para 16º enquanto a dupla da Renault trocava de posições com Daniel Ricciardo a subir para o 10º lugar. Na volta seis, Alex Albon passou por Lando Norris numa excelente luta que deu o quarto lugar ao piloto da Red Bull. Pouco depois Lance Stroll passava por Danill Kvyat e aproximava-se de Carlos Sainz, apimentando a luta pelo terceiro lugar nos construtores. A corrida continuou até que Sérgio Pérez teve problemas e foi obrigado a parar com problemas no seu Racing Point, terminando, assim, sem glória na última corrida pela equipa rosa, obrigando a um virtual safety car que iniciou a dança das boxes, com a maioria das equipas a colocar os pneus duros naquela que seria teoricamente a única paragem da corrida. Na volta 14, tivemos o recomeço da corrida sem grandes mudanças. Stroll ultrapassava Leclerc, depois Sainz ultrapassou Vettel. A verdade é que, mais uma vez, a estratégia da Ferrari não funcionou. A corrida não foi boa e, mais na frente, Leclerc foi ultrapassado por Gasly. Vettel foi despachado por Gasly e Stroll errou caindo uma posição. Com Vettel a parar e a cair para 15º, Leclerc levou uma penalização e a corrida má da Ferrari acabou por piorar ainda mais.

Max Verstappen foi o grande destaque desta corrida. Dominou do princípio ao fim, de forma autoritária, sem resposta por parte da Mercedes. Alex Albon acaba a temporada com um quarto lugar e uma boa corrida. A McLaren fez uma excelente corrida, pois Lando Norris nunca teve muito trabalho e Sainz recuperou bem até chegar ao sexto lugar de onde nunca mais saiu. Ricciardo foi dos melhores da noite, foi poupado nos pneus e fez um primeiro stint de 40 voltas, esperando fazer um ataque final mais forte.

A McLaren conquistou o terceiro lugar no Campeonato de Construtores, algo que não acontecia desde 2012. À entrada para o Grande Prémio do Abu Dhabi, a Racing Point liderava esta luta, com 194 pontos, 10 pontos de vantagem para a McLaren e 22 pontos de vantagem para a Renault. No final, a desistência de Sérgio Pérez e o ponto solitário de Lance Stroll não foi suficiente para parar a equipa de Woking, que ficou na frente da Racing Point por sete pontos.

Acabamos assim o nosso sábado. Mais uma viagem conjunta por várias modalidades. A todos desejo um ótimo sábado. Espero que todos estejam bem e obrigado por estarem aqui a ler esta viagem por diversas modalidades e por diversos momentos de espetáculo desportivo.

Cuidem-se todos e tenham um bom fim de semana desportivo. Vejam modalidades e até amanhã para o nosso domingo nas modalidades para fechar os nossos 3 dias.

Obrigado a todos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *