Sporting Tutti, Fratelli Tutti

Aproximamo-nos a passos largos da época natalícia depois de um ano 2020 em tudo surpreendente e desafiante, convidando-vos a todos para que em introspecção reflictamos sobre que Sporting Clube de Portugal queremos para hoje e para o futuro.

O Mundo em que vivemos desafia-nos diariamente a ir além dos nossos próprios limites. Se observarmos as ligações e comunicações que envolvem o nosso Planeta, torna-se clara e palpável a necessidade de unidade e partilha de um destino comum que, aliás, verificamos na tendência de formação de comunidades que o Homem tem. A distinção possível de ser feita entre uma “boa” e uma “má” comunidade, vê-se na sua capacidade de alargar o seu círculo chegando àqueles que admitimos não fazerem parte da nossa comunidade de interesses.

Esta capacidade de alargar o círculo tem na sua base a nossa capacidade de sermos cidadãos na sua plenitude, a qual, se for genuína, é condição de sucesso para possibilitar uma verdadeira abertura do círculo. Contudo, esta abertura ao “exterior” não deve ser feita por estarmos saturados da nossa comunidade e precisarmos de mudar de ares mas sim pela genuína vontade de alargar a nossa comunidade , tornando-a mais forte e coesa.

O individualismo não nos torna nem nos tornará mais livres ou em equidade. A soma dos interesses individuais de cada um dos Sportinguistas não será capaz de gerar um Sporting mais forte e melhor. Como todos devemos saber, a pessoa humana é naturalmente aberta a criar vínculos, a abrir o círculo, contudo existe hoje em dia a tendência para uma reivindicação crescente dos direitos individuais, os quais escondem a concepção da pessoa humana separada de todo o contexto social e até antropológico. Aliás, se estes direitos individuais não estão harmonizados com aquele que é o bem maior da comunidade onde nos inserimos, tornar-se-á naturalmente numa fonte de conflitos.

Neste âmbito, atrevo-me a dizer que, enquanto Sportinguistas, vivemos há muito tempo em degradação moral, ética e da honestidade, tendo chegado o momento de reflectirmos de que é que nos serviu essa postura tão superficial. Quantos campeonatos ganhámos? Quantas vezes os Sportinguistas promoveram o bem pelo Sporting em vez de por si mesmos ou pelo grupo onde estão inseridos? Chegou a hora de caminharmos juntos rumo a um crescimento sustentável, genuíno e integral, caso contrário o que será das futuras gerações de Sportinguistas? O que será feito do Sportinguismo dos meus e dos vossos filhos? Temos de assegurar que lhes transmitimos aquilo que verdadeiramente é o Sporting em vez de lhes transmitirmos um Sporting de egoísmos, corrupção nas suas diversas formas, e indiferença, características que nem com um 1.º lugar se atenuam.

O Sporting Clube de Portugal existe para todos quantos o queiram amar e ser devotos. O Sporting não é deste ou daquele Presidente, deste ou daquele Sócio… o Sporting é de todos e de cada um de nós porque todos nós Sportinguistas temos a mesma dignidade humana. As diferenças de opinião, de vontade ou de rumo não podem sobrepor-se nem ser usadas para justificar privilégios de alguns em detrimento dos direitos de todos. Assim, surge a necessidade e o dever de garantirmos, enquanto Sportinguistas, que cada um de nós tem as mesmas oportunidades para se desenvolver enquanto Sportinguista.

No Sporting não há nem pode haver “parentes pobres” ou “parentes ricos” até porque < > O Sporting é de todos e para todos. Por conseguinte, nenhum Sportinguista pode nem deve ser excluído, não importando qual o “seu” Presidente e, menos ainda a sua diferença de opinião. As fronteiras da nossa opinião e vontade não podem impedir que isto se cumpra nem tampouco podem colidir, ao ponto de a “esmagar”, com a opinião e vontade de com quem convivemos.

Se genuinamente quisermos, estas palavras podem passar disso mesmo para uma realidade que em muito nos enriquecera. O Sporting Clube de Portugal precisa da união dos seus Sócios e Adeptos em seu torno. O Sporting Clube de Portugal precisa que actuemos como 3,5 milhões de irmãos a defender o património familiar…o Sporting Clube de Portugal!

A todos endereço os meus sinceros votos de um Feliz e Santo Natal, com o desejo de que se mantenham protegidos para que em breve possamos, todos juntos, celebrar a continuação de vitórias e sucessos do nosso grande amor!

Saudações Leoninas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Espartano